Estamos preparados para o “Boom” Econômico?

DAF

A cidade de Ponta Grossa e a região dos Campos Gerais deverão experimentar uma fase de crescimento econômico nos próximos anos, isto de forma inevitável.

Em nossa cidade, a DAF Caminhões está construindo a única unidade da América Latina e deverá estar produzindo seus veículos de carga até o mês de julho próximo. A AMBEV ainda estuda o local da implantação da sua fábrica, que pode começar ainda este ano.

Em Castro, a Cargill também estará colocando em funcionamento a maior unidade de produção de amido de milho do país. A Castrolanda e a Batavo estão projetando uma parceria para uma grande unidade de beneficiamento de leite nos próximos meses.

Portanto, haverão oportunidades de empregos, oportunidades de negócios, pois junto com estas indústrias, haverão outras empresas de médio e pequeno porte que serão satélites destas maiores, e que também gerarão empregos diretos e indiretos.

Serão beneficiados também produtores rurais, prestadores de serviços e uma infinidade de segmentos produtivos.

A pergunta então que nos resta é: estaremos preparados para este verdadeiro “boom” econômico que a região experimentará nos próximos anos?

Vemos que ainda precisamos melhorar bastante, principalmente em aspectos relacionados a empregabilidade e à infraestrutura.

A qualificação de jovens e adultos que possam assumir funções e postos de trabalho que exigem atualização constante, com reforço de conhecimentos na teoria e na prática são urgências. Portanto, as pessoas devem estar preparadas para as oportunidades de emprego, sendo o aprendizado da língua inglesa uma das prioridades para quem quer desenvolver sua atividade profissional.

As empresas também precisam estar preparadas, com estrutura e pessoal treinado para dar suporte para estas indústrias maiores, pois se elas não tiveram produtos de qualidade à altura das suas necessidades, por certo buscarão em outros locais parceiros comerciais.

E o papel do Governo é fundamental neste processo. O Governo Federal e Estadual, junto com as Prefeituras, precisam dotar a região da estrutura necessária capaz de atender a demanda das empresas que investem por aqui.

E um dos gargalos para o crescimento da nossa economia, é a falta de um aeroporto de médio porte, pelo menos, capaz de atender as empresas e pessoas que precisam de vôos regulares para maiores centros.

A construção ou reforma do Aeroporto Santana deve ser uma prioridade para dotar a região deste importante meio de ligação com o país e o mundo.

Só assim teremos condições de aproveitar em sua totalidade este crescimento. Quem estiver preparado, certamente sairá na frente.

About Paulo Sérgio Rodrigues

Comentarista político, radialista, trabalhou em diversas emissoras de rádio, em TV e em jornais de Ponta Grossa, vem atuando há 30 anos no jornalismo de Ponta Grossa e região dos Campos Gerais.

View all posts by Paulo Sérgio Rodrigues →