Sessão Foi Tranquila. Sinal de Composição

Sessão Extra 180113 010

Acompanhamos ontem (18/01) a primeira sessão do ano na Câmara Municipal de nossa cidade. Podemos dizer que foi uma sessão tranquila, embora bastante desgastante. Não poderia ser diferente. Haviam vários assuntos a serem resolvidos, entre eles (talvez o principal) a formatação das comissões internas da Casa.

As conversas de bastidores, antes do anúncio oficial da composição das comissões, davam conta de que houve um acordo entre oposição e situação para a definição dos presidentes de cada uma delas. E assim foi. Anunciados o nomes, podemos verificar que o grupo de vereadores dos partidos aliados ao Prefeito Marcelo Rangel ficaram com quase a totalidade das presidências, exceto da comissão de Agricultura, Pecuária, Indústria, Comércio e Meio Ambiente, que ficou com o Pastor Ezequiel, do PRB. Todas as demais, inclusive a corregedoria, ficaram com vereadores aliados ao Prefeito.

Isto é sinal de que, passado o calor da disputa da Mesa Executiva, o chamado time dos bombeiros entrou em ação para ajustar diferenças e aparar arestas. Claro que nem tudo são flores. Existem algumas arestas que dificilmente serão aparadas. A aclamação do vereador George do PMN para a Corregedoria mostrou isto. Dos 22 votos, George teve 17 votos favoráveis e 5 contrários. Os parlamentares Aquinel, Laroca, Professor Careca, Dr. Pascoal e Pietro Arnaud disseram “não” a candidatura única do vereador mais votado nas últimas eleições. Sinal de que existem sim restrições em determinados grupos. Mas, isto também é normal.

Outro aspecto interessante foi a saída usada pela Mesa para que fosse aprovada a reforma administrativa. A inclusão da possibilidade de contratar 02 estagiários foi a alternativa para que o projeto emplacasse. Com viés de contra, o presidente e seus principais assessores não tiveram outra alternativa.

O saldo foi positivo. Ainda que falte muita coisa para ser ajustada, a Câmara começou a andar com esta sessão, muito embora a máquina funcione mesmo à todo vapor depois do Carnaval. Até lá, só os bastidores falarão mais alto. E nos bastidores, vence aquele que tem mais habilidade para conversar e principalmente, para convencer.

About Paulo Sérgio Rodrigues

Comentarista político, radialista, trabalhou em diversas emissoras de rádio, em TV e em jornais de Ponta Grossa, vem atuando há 30 anos no jornalismo de Ponta Grossa e região dos Campos Gerais.

View all posts by Paulo Sérgio Rodrigues →