Justiça Libera Dirigentes do Cescage

cescageA professora Julia Streski já está de volta à Ponta Grossa. Ela chegou nesta quinta-feira (28) acompanhada do advogado. Aparentando tranquilidade, a sócia do CESCAGE garantiu que não houve qualquer irregularidade. Os valores divulgados e as situações apontadas durante a ação do COPE na semana passada, não condizem com a realidade, segundo Julia.

A professora disse ainda que tudo foi arquitetado pelo seu ex-marido o desembargador José Sebastião Fagundes Cunha, que segundo ela, não aceita até agora o divórcio ocorrido em 2009. “Tentei me separar algumas vezes do Desembargador Fagundes Cunha, mas somente em 2009 foi realizado. De lá para cá sempre houve pressão de todas as formas, culminando agora com esta ação do COPE”, disse Julia, que ainda argumentou “quando saiu a ação do COPE, que é uma instituição séria, todo mundo iria acreditar, a imprensa iria publicar sem dúvida, pois era o Desembargador Fagundes que estava por trás da ação da polícia”.

Ontem mesmo o juiz substituto da Vara de Inquéritos Policiais de Curitiba, César Maranhão de Loyola Furtado, determinou a remessa dos autos para uma das Varas Criminais de Ponta Grossa, por entender que a vara da Capital é incompetente para prosseguir analisando o processo e as investigações. O processo deve ser enviado para a 2ª Vara Cível de Ponta Grossa, onde já existe um processo em andamento, sendo este processo o motivo do afastamento da diretoria e de mais 3 pessoas que foram acusadas.

Além da professora Julia Streski, foram liberados a contadora Zilmari Viechinieski, a diretora financeira Ivete Marcowicz e o consultor Jorge Karan. A sócia do CESCAGE disse que ainda que todos utilizarão o desenrolar do processo, para provar que a ação e a prisão só ocorreram divedo a autoridade do Desembargador Fagundes Cunha e que todos provarão a inocência.

O Desembargador Fagundes Cunha divulgou nota informando que o processo que afastou Julia Streski da administração da instituição é aquele que tramita já na 2ª Vara Cível de Ponta Grossa, onde deverão ser apensados os documentos que virão da Comarca da Capital.

 

 

 

 

About Paulo Sérgio Rodrigues

Comentarista político, radialista, trabalhou em diversas emissoras de rádio, em TV e em jornais de Ponta Grossa, vem atuando há 30 anos no jornalismo de Ponta Grossa e região dos Campos Gerais.

View all posts by Paulo Sérgio Rodrigues →