QUEM DIRIA HEIN!!!

Acabei de ler no site do meu amigo Castilho, o Plantão da Cidade, que o Prefeito Marcelo Rangel recebeu em seu gabinete o ex-Prefeito Jocelito Canto para uma “conversa tête-a-tête”. Bom, o motivo da reunião não foi divulgado. Jocelito relatou no seu programa de televisão sobre o encontro, mas não revelou maiores detalhes.

——————

Quem diria hein…É se saber público e notório que Jocelito Canto e Marcelo Rangel caminharam e caminham em trincheiras políticas opostas. Rangel fez divulgar que pretende se encontrar os todos os ex-prefeitos que estejam disponíveis, além de Canto: Otto Cunha, Péricles de Mello e Pedro Wosgrau Filho. Segundo Rangel, trata-se de uma visita cordial para que o atual alcaide possa apanhar impressões dos ex-prefeitos sobre a conjuntura geral do município de Ponta Grossa. Interessante…

———————

Se por um lado é de louvar-se a atitude do Prefeito Marcelo Rangel em manter um colóquio mais próximo dos ex-prefeitos, por outro lado fica a expectativa se de fato tais conversas poderão ter resultados práticos efetivos. Aqui não se trata de comentar sabidas diferenças políticas e partidárias, mas sim sobre o fato em que os ex-prefeitos podem contribuir para a atual gestão, e principalmente, se a atual gestão seguirá efetivamente eventuais conselhos dos ex-prefeitos.

——————–

Até porque, convenhamos, os ex-Prefeitos listados (exceto Otto Cunha) podem se tornar adversários de Rangel no futuro em eventual disputa eleitoral. Ou alguém apostará todas as fichas de que Jocelito, Péricles e Wosgrau vão se aposentar da carreira política? Este colunista certamente não apostaria nem uma ficha sequer nesta hipótese.

——————

Vamos analisar juntos: dos três nomes listados acima, em um exercício de ficção, poderíamos colocar a hipótese de que Jocelito Canto estaria em primeiro lugar numa lista de pretensos adversários políticos de Rangel num embate eleitoral em 2016. Até lá, Jocelito poderá estar livre dos impedimentos legais de sua candidatura, e com apoio das forças de oposição, seria um nome com boa possibilidade de indicação para prefeito.

——————-

Péricles de Mello estaria em segundo lugar. O deputado do PT deve concorrer para uma nova legislatura na Assembléia Estadual, e salvo acidente de percurso – embora tenha desgaste natural – sua reeleição é bem possível. Em 2016 estaria em meio de um novo mandato como deputado, e com certeza, esbarraria nas novas opções do PT e nas novas lideranças que o partido está fazendo brotar na região. Muito pouco provável.

——————-

Dos três nomes, Wosgrau seria o menos provável. Campeão de votos e de preferência (Wosgrau não perdeu nenhuma eleição até agora) o líder tucano estaria cansado com o serviço público e talvez, com aposentadoria bem encaminhada, estaria pouco animado para uma nova tentativa, embora seus aliados políticos sonhem com esta possibilidade deste já.

——————–

Enfim, o detalhe do encontro não é o fato de ser sui generis, mas sim pelo fato político que ele gera. Na verdade a repercussão deverá ser sentida somente no futuro, se foi apenas um exercício de democracia, uma tentativa de Marcelo Rangel tirar um pouco sua imagem de “inacessível” ou algo mais profundo sob o ponto de vista administrativo.

About Paulo Sérgio Rodrigues

Comentarista político, radialista, trabalhou em diversas emissoras de rádio, em TV e em jornais de Ponta Grossa, vem atuando há 30 anos no jornalismo de Ponta Grossa e região dos Campos Gerais.

View all posts by Paulo Sérgio Rodrigues →