COLUNA DO PIMENTEL: Denúncias de rombo na UEPG de 2002 dá prisão agora

pimentelLUIZ CARLOS PIMENTEL – Pelo menos um funcionário da Universidade Estadual de Ponta Grossa processado por desvios de recursos da instituição já teria sido preso conforme informação de fonte idônea para a coluna.

Em 2002, o então deputado estadual Bradock, atualmente titular da Delegacia de Polícia de Castro, recebeu informações de funcionários daquela entidade de que estava ocorrendo há anos diversas irregularidades, tais como desvio de recursos por alguns funcionários do Departamento Financeiro, cobrança de material de alunos do Curso de Odontologia, comercialização de animais e produtos agrícolas da Fazenda Escola.

Uma Comissão Parlamentar de Inquérito foi instalada pela Assembleia Legislativa para apurar as denuncias. As reuniões e oitivas de testemunhas e interrogatório dos envolvidos deram-se no auditório da UEPG – Campus Central.

Alguns ex-chefes de departamento já aposentados foram acusados, assim como professores e funcionários de vários setores. Acompanhamos todo o desenvolvimento dos trabalhos da CPI e também do curso do inquérito policial pelo Diário da Manhã. Nesta quarta-feira, 30, chegou a nosso conhecimento da prisão de um ex-funcionário do alto escalão da UEPG.  A prisão ocorreu há cerca de três meses. Teria ficado prestando serviços na cozinha do presídio.

Como não concluímos a checagem da informação e, para não cometer injustiças, deixamos de divulgar o nome do envolvido, o que poderá acontecer caso ocorra a informação oficial por parte das autoridades, que, até esta quarta-feira não se manifestaram.

 Pietro 3Assalto em capela mortuária motiva projeto de lei

Na madrugada desta quarta-feira, 30, um elemento invadiu a Capela Mortuária Municipal São José e fez um arrastão, roubando celulares e dinheiro das pessoas que se encontravam nos velórios.

O vereador Pietro Arnaud (PTB) se manifestou sobre o fato: “Ficamos chocados ao saber da triste notícia, pois os cidadãos não estão livres da falta de segurança no município nem mesmo em um momento de dor e luto”.

O parlamentar garante que trabalhará em um projeto de lei em que a Guarda Municipal se faça presente na capela para garantir a segurança no loca. “As pessoas que velam um parentes precisam de tranqüilidade em uma hora tão triste, além dos comerciantes que também sofre coma inexistência de segurança”, afirma Arnaud.

Projetos insignificantes revoltam populares

Através das redes sociais e também de emissoras de rádio, cidadãos estão criticando projetos que, em alguns, provocam risos. Na sessão desta quarta-feira, 30, foi apreciado em segunda discussão, matéria do professor Careca (SDD) que estabelece o Dia Municipal do Hip Hop, que recebeu a aprovação dos parlamentares em primeira discussão na segunda-feira, 28, repetindo-se a mesma votação nessa reunião.

Já merecera contundentes repreensões populares e de formadores de opinião a intenção do vereador Pascoal Adura (PMDB) em criar a Calçada da Fama, que abrigaria impressões de mãos de pessoas com significantes serviços prestados ao Município, tal como as estrelas de Hollywood. Os critérios para indicação daqueles que teriam seus nomes e mãos eternizados n Calçada da Fama não foram especificadas no já banido projeto.

Voltando ao Professor Careca, ele também conseguiu persuadir seus companheiros de Casa a darem o sim ao seu projeto que institui o Dia Municipal do Rap, também votado nesta quarta-feira em segunda discussão.

elio-ruschRusch critica Lula

O deputado estadual Elio Rusch (DEM) ocupou a tribuna da Assembleia Legislativa na terça-feira, 29 para pronunciar-se contra as recentes declarações do ex-presidente Lula, atacando o Poder Judiciário nacional, desqualificando o julgamento do mensalão e classificando-o 80% de político e 20% jurídico.

Para Rusch, decisão da Justiça não se discute, se cumpre. E política é a atuação do governo federal petista ao não liberar o dinheiro ao qual o Paraná tem legítimo direito, mesmo tendo o titular da STN (Secretaria do Tesouro Nacional) sido intimado judicialmente a liberar, sob pena de pesada multa diária, os recursos da ordem de RS 817 milhões que estão sendo indevidamente retidos através de sucessivas manobras jurídicas e administrativas.

Elio Rusch declarou que um governo que afronta o Judiciário, que impede investimentos legítimos para um Estado da União e desrespeita uma ordem judicial, desrespeita a democracia.

Pedestres sob risco de acidente perto de obras

O engenheiro civil e especialista em Segurança do Trabalho, na função de inspetor do CRE/PR, observou diversas irregularidades o concernente aos cuidados com trabalhadores e pedestres que circulam no entorno das construções.

“Hoje, boa parte das obras, principalmente aquelas de grande porte, não cumprem com a legislação e deixam de instalar ou construir os principais dispositivos de segurança. Basta observar a região central para flagrar várias construções que não apresentam os aparatos (obrigatórios)”, reclama.

Entre as irregularidades apontadas pelo engenheiro está a obstrução de calçadas por areia, tijolos, caixas de cimentos, entulhos. Ele diz que toda a obra precisa de tapumes para o isolamento e proteção do canteiro. “Além do tapume, as telas também são obrigatórias para edificações com mais de três pavimentos. Da mesma forma, as telas servem para proteger as pessoas de possíveis quedas de ferramentas, reboco, tijolos ou outros materiais usados na obra”, elenca o inspetor.

Gerson Carneiro salienta que outra forma de proteger as pessoas que circulam nas proximidades das construções é o suo das plataformas e das coberturas de proteção, que permitem a circulação de transeuntes sem prejudicar a mobilidade urbana.

A responsabilidade pelo tipo de proteção é a do engenheiro que está à frente da obra, que também responde pela sinalização de entrada e saída de veículos do canteiro. Nessa situação, verifica-se a ausência de orientadores de trânsito para a paralisação do tráfego.

betomaq* Luiz Carlos Pimentel é jornalista e escreve coluna sobre política e cotidiano.

—————————————————————————————————————————————————————

“As opiniões, matérias e conceitos apresentados pelos colunistas não representam, necessariamente, a opinião e conceitos do site POLÍTICA EM DESTAQUE e seus administradores”.

About Paulo Sérgio Rodrigues

Comentarista político, radialista, trabalhou em diversas emissoras de rádio, em TV e em jornais de Ponta Grossa, vem atuando há 30 anos no jornalismo de Ponta Grossa e região dos Campos Gerais.

View all posts by Paulo Sérgio Rodrigues →