COLUNA DO PIMENTEL: Laroca acusa Júlio Küller de manter esquema de facilitação de consulta

pimentel* Luiz Carlos Pimentel

O vereador Antônio Laroca (PDT) apresentou nesta sexta-feira, 30, relatório sobre diligências que procedeu sobre um esquema que envolve o vereador licenciado e secretário municipal de Assistência Social, Júlio Küller. A situação irregular, que já vinha sendo investigada pelo vereador Pietro Arnaud (PTB). As ações dos vereadores alcançaram o ápice no início de quinta-feira, 29, com a entrega de um vídeo em que figuram a ex-chefe de gabinete de Küller, Maria da Conceição Torres Pereira, e uma cidadã de prenome Silvana, que procura conhecimento sobre os procedimentos de uma viagem a Curitiba para agendamento de uma cirurgia na vesícula. O ‘negócio’ foi fechado no gabinete do então vereador Küller.

Segundo Laroca o caso gira em torno da Saúde. As evidências mostram que a sistema privilegia pessoas que realizam consultas particulares e depois são encaminhadas a hospitais de Curitiba para utilização da estrutura do Sistema Único de Saúde, sem as guias de Tratamento Fora de Domicílio – TFD, porque não transitaram como as demais pelos canais normais, partindo da consulta nos postos de saúde até o transporte a hospitais de fora de domicílio através da Secretaria Municipal de Saúde

O esquema

As evidencias mostram que as pessoas que procuravam o esquema eram transportadas as expensas da Prefeitura mesmo não sendo encaminhadas pelas unidades medicas do município. As pessoas beneficiadas, conforme se pode inferir da situação de Silvana, eram orientadas a procurar em Curitiba uma assessora do deputado federal Sandro Alex (PPS) e que também prestaria serviços ao prefeito Marcelo Rangel (PPS)

 O vídeo exibe Maria da Conceição dizendo a Silvana que ligasse e contasse que fora encaminhada para consulta pelo vereador Júlio Küller. “Ela vai estar com uma lista e o teu nome está lá”. O interessante é que o encontro com Mara deveria se dar em frente a uma farmácia e não no hospital.

Silvana queria o agendamento de uma cirurgia de vesícula. Para o complemento do esquema, ela teria de efetuar um pagamento de R$ 150,00. Laroca não sabe para quem iria o dinheiro. “O SUS não cobra nada. Isso precisa ser investigado”, diz o vereador.

 

Laroca protocolaFila de espera

Antônio Laroca diz que está revoltado porque muitas pessoas ficam na fila de espera por cirurgia até mais de dois anos enquanto pelo “jeitinho” providenciado por Küller e os irmãos Oliveira os pacientes eram atendidos até no máximo 15 dias. Para tal, os beneficiados deveriam arrumar um comprovante de residência em Curitiba, o que tipifica falsidade ideológica.

O vereador pede à Presidência da Casa que cientifique o prefeito sobre o relatório e que cópias sejam encaminhadas à Polícia Federal, por se tratar de esquema envolvendo o SUS, e também à 13ª Subdivisão Policial.

Quanto ao transporte dos pacientes, são realizados por Vans. O parlamentar assegura que todos irão ficar surpresos quando souberem qual a empresa que faz a prestação desse serviço. Laroca acrescenta que somente pacientes em Tratamento Fora do Domicílio beneficiados pelo SUS deveria ser transportado e não pessoas que não têm a guia TFD, porque estão se utilizando de um atendimento público a que não podem reclamar direito.

A identificação da pessoa mencionada como sendo Mara e apontada como assessora do deputado Sandro Alex e do prefeito Marcelo Rangel faz-se necessária, salienta Antônio Laroca, para que sejam tomados seus depoimentos e se confirme ou não de que ela possui alguma ligação com o prefeito e seu irmão.

Antônio Laroca não revelou o nome da pessoa que lhe entregou o vídeo. “Tenho a obrigação de preservar a identidade da fonte, para que ela não sofra retaliações, porque o esquema ultrapassa os limites de Ponta Grossa e envolve mais pessoas”.

VEJA A ENTREVISTA COLETIVA DO VEREADOR LAROCA NETO EM https://www.youtube.com/watch?v=gZMuj2RWd8c

* Luiz Carlos Pimentel é jornalista e escreve sobre política e cotidiano.

betomaq

About Paulo Sérgio Rodrigues

Comentarista político, radialista, trabalhou em diversas emissoras de rádio, em TV e em jornais de Ponta Grossa, vem atuando há 30 anos no jornalismo de Ponta Grossa e região dos Campos Gerais.

View all posts by Paulo Sérgio Rodrigues →