Agricultores de Prudentópolis entram na justiça contra Prefeitura

prudentopolisFCS BRASIL – Em Prudentópolis, na região Centro Sul do Paraná, os agricultores da comunidade interiorana de Matão, precisaram acionar a justiça para que o prefeito Gilvan Agibert (PPS) e sua ‘equipe administrativa’ trabalhem.

Os agricultores da comunidade de Matão, interior do município, estão sendo prejudicados há vários meses por não conseguirem escoar a safra da lavoura em face das péssimas condições da estrada.

Recentemente, eles haviam feito um protesto detendo um caminhão é uma máquina da prefeitura para que os ‘des’ admnistradores fossem até lá para fazer o trabalho, prometido em campanha, inclusive.

Porém, o prefeito, como sempre, ao invés de ir de cara limpa como fazia em campanha, mandou dois secretários para prometer que iriam fazer o serviço no dia seguinte à manifestação, mas o que ocorreu foi que o prefeito resolveu mover uma ação contra os agricultores, chamando-os de vândalos por tabela. Contudo, na audiência contra os agricultores, nem prefeito e nem representantes do govern municipal aparaceram, o que resultou no arquivamento do processo. (Ou seja, além de não trabalhar e fazer o que é pago para fazer, ainda fez os agricultores perderem tempo de vir até a cidade, insultando-os de vândalos por tabela inclusive).

Passando um tempo, sem o trabalho realizado, os agriculores resolveram morver uma ação coletiva contra a prefeitura para que os ‘des’ administradores, empregados do povo trabalhem e arrumem a estrada.

JUSTIÇA CONCEDE LIMINAR

Desta forma, na última quinta 29/05, o prefeito Gilvan Agibert (PPS), com representante legal do Paço Municipal que é, recebeu o documento do poder judiciário determinando a realização da obra na estrada pedida pelos agricultores, sob pena de multa diária de R$ 5 mil Reais caso não inicie os trabalhos em até 15 dias e dentro de um prazo razoável. Os dias estão sendo contados desde 29/05.

OUTRAS COMUNIDADES PODERÃO FAZER O MESMO

Outras comunidades, através de suas lideranças, já estão se mobilizando para fazer o mesmo, ou seja, ir na justiça para que prefeito, vice e secretários trabalhem, movendo ação similar para que as estradas, pontes, bueiros e passadores sejam arrumados, já que nem crianças podem ir para a escola por conta desses descasos. O governo do prefeito Gilvan Pizzano Agibert (PPS) e de seu vice Adelmo Klosowski (PR), atualmente, tem sido considerado pelos internautas e pela maior parte dos munícipes um dos piores da história da cidade, onde tudo está praticamente abandonado ou sendo feito ‘meia-boca’, sem falar do ‘cumpadrismo’ onde dezenas de ‘chegados’ foram alocados em cargos de comissão, muitos, sem ter a mínima capacidade para assumir determinadas funções e com salários exorbitantes. Porém, a festa do feijão vem aí e é onde prefeito e vice buscarão vender uma Prudentópolis bonita, certa onde tudo funciona, como se vivessem num mundo distinto da realidade do povo.

As informações são do FCS Brasil – www.folhacentrosul.com.br

About Paulo Sérgio Rodrigues

Comentarista político, radialista, trabalhou em diversas emissoras de rádio, em TV e em jornais de Ponta Grossa, vem atuando há 30 anos no jornalismo de Ponta Grossa e região dos Campos Gerais.

View all posts by Paulo Sérgio Rodrigues →