PALMEIRA: Audiência Pública apresentou orçamento para 2015

palmeira 21.08

Com tímida participação popular na audiência pública para Lei Orçamentária Anual – LOA – apenas 26 pessoas compareceram para acompanhar e questionar o orçamento para 2015. A LOA prove os recursos necessários para cada ação constante na Lei de Diretrizes Orçamentária – LDO, sendo um instrumento de planejamento para execução do orçamento no período de um ano. O Vice-Prefeito e secretário de planejamento, Marcos Levandoski fez a abertura da audiência, cumprimentado os presentes, Andréia Brunoski, contadora do departamento contábil da prefeitura deu continuidade a apresentação, explanando o orçamento e ações de todas as secretarias para o ano de 2015.

Estiveram presentes na audiência para explicar possíveis questionamentos nos orçamentos feitos pela população o Secretário de Gestão Pública, Jose Przybysewski; o Secretário de Agricultura e Pecuária, Nilton Wendler; Ederson Seixas, Secretário de Assistência Social, Cidadania e Direitos Humanos e o Secretário de Meio Ambiente, Luiz Alfredo, representando o legislativo, que também teve orçamento apresentando para o próximo ano, apenas o vereador Anselmo Osório compareceu. Do Regime Próprio de Previdência Social – RPPS – e o Instituto de Assistência a Saúde, que também tiveram seus orçamentos apresentados para 2015, não tiveram representatividade na audiência.

Os orçamentos foram apresentados separadamente por secretaria, contendo programa, objetivo e justificativa para os gastos previstos no orçamento. Para a Câmara Municipal o orçamento total previsto é de R$2.696.858,00, para o RPPS, Regime Próprio de Previdência Social o orçamento para o próximo ano chega a R$4.554.000,00 e o orçamento do Instituto de Assistência a Saúde de Palmeira tem montante geral de R$2.323.148,81.

O Orçamento total para 2015 para o Município de Palmeira ficou em R$ 94.909.106,89. Entre as secretarias, o maior orçamento ficou com a Secretaria de Educação com quase R$ 32 milhões. A Saúde tem R$ 17 milhões. A Controladoria Geral ficou com a menor fatia: pouco mais de R$ 100 mil.

Com Assessoria PMP.

About Paulo Sérgio Rodrigues

Comentarista político, radialista, trabalhou em diversas emissoras de rádio, em TV e em jornais de Ponta Grossa, vem atuando há 30 anos no jornalismo de Ponta Grossa e região dos Campos Gerais.

View all posts by Paulo Sérgio Rodrigues →