Caso “Ana Maria II”, o Retorno. Será?

Camara Municipal PG e FantasmaBasta dar uma vota pelos corredores da Câmara Municipal de Ponta Grossa para sentir o cheio de tensão no ar. Entramos nos gabinetes, conversamos com assessores e vereadores, e todos estão com aquele olhar meio de desconfiança e de apreensão, natural de um período pré-eleitoral onde estão em jogo os cargos da Mesa Executiva e, principalmente, o local central, do presidente.

O clima anda tão pesado e a pressão é tão grande sobre os vereadores, inclusive externa, que comenta-se, inclusive, da possibilidade da reedição do caso “Ana Maria” nesta eleição para presidente do Legislativo, no maior estilo holywoodiano “Segunda Parte, o Retorno”.

“Não duvido de mais nada e se acontecer, não vou me surpreender”, garante um vereador, o qual terá o nome preservado por motivos lógicos.

Na último eleição para presidência da Casa de Leis, no dia 1º de janeiro de 2013, a ex-vereadora Ana Maria não compareceu para votar. Seus familiares alegaram que ela havia sido sequestrada. Mais tarde, a Polícia Civil desvendaria o caso, constatando que tudo não havia passado de uma montagem para arrumar desculpas para a vereadora não comparecer no dia da eleição. Deu no que deu.

Alguns vereadores, que poderiam ser considerados pessimistas nem gostam de comentar o assunto. “Vou pra casa sexta-feira e não vou atender nem celular”, disse um deles. O outro parlamentar foi mais longe: “Vou sair de casa este final de semana. Vou pra outro lugar mas não vou avisar ninguém”.

Mas, tudo isto seria um exagero por parte de alguns vereadores, ou realmente o caso “Ana Maria” poderia ser reeditado, embora com outra roupagem?

Bem…até mesmo os mais incrédulos conhecem o velho ditado castelhano: “Bruxas? Não acredito. Mas, que elas existem…existem”.

Paulo Sérgio Rodrigues, editor – paulosergio@politicaemdestaque.com.br

About Paulo Sérgio Rodrigues

Comentarista político, radialista, trabalhou em diversas emissoras de rádio, em TV e em jornais de Ponta Grossa, vem atuando há 30 anos no jornalismo de Ponta Grossa e região dos Campos Gerais.

View all posts by Paulo Sérgio Rodrigues →