Divisão de Fomento beneficia empreendedores da cidade

empreendedorismo (1)A Divisão de Fomento ao Empreendedor, a qual faz parte da Secretaria Municipal de Indústria, Comércio e Qualificação Profissional, integrou todas as ações referentes aos empreendedores da cidade. A Sala do Empreendedor, o Comitê Gestor, o Programa Cidade Empreendedora e as ações que são voltadas aos empreendedores do município, sejam MEI ́s, ME e EPP, fazem parte da divisão desde 2011, com sede na Prefeitura Municipal de Ponta Grossa.

“Todas essas ações eram realizadas de forma separada e estanque. Com a Divisão, tudo o que se refere ao empreendedor acontece nela e qualquer discussão que aconteça no município que envolva empreendedorismo a Divisão é chamada para participar”, confirma a agente de desenvolvimento Tonia Mansani.

Essa junção vem trazendo, para o município, resultados positivos como: Implantação do Programa Cidade Empreendedora em parceria com o Sebrae/PR, criação e implantação da Sala do Empreendedor, coordenação da regulamentação da Lei Geral para implantação do Comitê Gestor, coordenação e gestão do Programa Minha Empresa É Legal, estabelecimento de parcerias para ampliar os benefícios para os MEIs (associativismo, taxa diferenciada ACIPG), regulamentação e implantação do alvará provisório, negociação com o Batalhão do Corpo de Bombeiros para padronização de tratamento diferenciado de atividades de baixo  risco para MEI, exercidas como ponto de referência domiciliar, inclusão de microcrédito na Sala do Empreendedor (Crescer Caixa e Fomento Paraná), estabelecimento de parceria com Empresa Junior Master Alimentos/UEPG, possibilitando aos MEIs e ME consultoria na área de engenharia de alimentos, para viabilizar o negócio, bem como, atender requisitos sanitários de boas práticas e a parceria com a Incubadora Tecnológica da UTFPR/Ponta Grossa para empreendimentos com base em inovação.

Além disso, podemos destacar a implantação do alvará em 48 horas que foi uma grande conquista para o município em relação à Lei Geral.

“Hoje, um alvará que levava 15 dias é emitido em 3 horas, o processo permitiu uma classificação eletrônica da atividade por grau de risco, bem como a simplificação do processo”, destaca Tônia.

Dados referente a Divisão

Foram realizados 350 atendimentos e 50 formalizações de MEI em 2011. Em 2012 foram 1.500 atendimentos e 301 formalizações.  Já em 2013, 4.144 atendimentos e 1.100 formalizações. Em 2014 realizados 7.166 atendimentos e 1.315 novos empreendedores  individuas formalizados.  Ainda na parte de crédito, só com o crédito Crescer, da Caixa Econômica Federal, foram R$ 500 mil em 2012. 74% dos alvarás emitidos em Ponta Grossa são via Sala do Empreendedor.(Assessoria de Imprensa).

About Paulo Sérgio Rodrigues

Comentarista político, radialista, trabalhou em diversas emissoras de rádio, em TV e em jornais de Ponta Grossa, vem atuando há 30 anos no jornalismo de Ponta Grossa e região dos Campos Gerais.

View all posts by Paulo Sérgio Rodrigues →