Prefeitura quer renovar contrato com a Sanepar por 30 anos

Prefeito Marcelo Rangel defende com unhas e dentes a renovação do contrato com a Sanepar.

A Prefeitura Municipal de Ponta Grossa deverá realizar uma audiência pública nesta semana para discutir a renovação do contrato com a Sanepar por mais 30 anos. Na última sexta-feira (10) o prefeito Marcelo Rangel reuniu em seu gabinete representantes do governo municipal, da Sanepar, alguns vereadores e a imprensa para anunciar que a estatal irá investir mais de 1 bilhão de reais em Ponta Grossa no novo contrato.

Antes de mais anda, é importante analisarmos alguns pontos importantes, pois nos parece bem que claro que o governo de Marcelo Rangel está querendo fazer de tudo e mais um pouco para convencer a população da cidade que é bom renovar o contrato com Sanepar. Mas, é bom pra quem?

Em primeiro lugar, fica difícil acreditar em um governo que não conseguiu ainda produzir um Plano Diretor consistente e factível para uma cidade com mais de 300 mil habitantes. Em 5 anos de gestão, pouco ou quase nada foi produzido em termos de planejamento e projetos. Falta o Plano de Saneamento, falta o Plano de Drenagem e Manejo de Águas Pluviais, enfim o que sobra em publicidade e propaganda, falta em planejamento.

Segundo: fica mais difícil ainda acreditar em uma empresa estatal que tem como sócios empresários estrangeiros e nacionais, onde o lucro é o principal objetivo. Quando se tem uma empresa onde a maioria das ações pertence ao Governo do Estado, seria de se esperar que o maior interesse fosse ao atendimento das necessidades em termos de abastecimento de água, além do manejo com o esgoto e suas consequências.

Porém, o que vem é sempre anúncios e propaganda do investimentos de milhões nisto e naquilo, mas na prática mesmo, existem muitos gargalos de falta de abastecimento, falta de redes de água e esgoto na periferia, falta de planejamento (de novo) na rede coletora de esgoto e águas pluviais. 

Nos últimos quatro anos, a Sanepar investiu muito pouco. Quase nada do que havia prometido. Agora, nos últimos meses, quando trata-se da renovação do contrato, a empresa acelera algumas pequenas obras para tentar ganhar uma boa imagem perante o povo de Ponta Grossa. Jogada ensaiada.

A VERGONHA DO ARROIO DA RONDA

O caso do alagamento do Arroio da Ronda é emblemático. O problema já foi tratado há dois anos atrás quando o ex-vereador Antonio Laroca alertou sobre o problema. Uma ONG fez um trabalho em conjunto com a UEPG e alertou sobre a questão, em trabalhos publicadas em 2009 e agora em 2016. Basta pesquisar. A Prefeitura, no entanto, fez uma obra que canalizou toda a água vinda da região para o arroio, estrangulando a capacidade de extravasão. Se nada for feita imediatamente, haverão novos alagamentos todas as vezes que chover forte.

Claro que a população tem parte da culpa com o constante descarte irregular de lixo no arroio e nas valas de esgoto. Mas, não é somente isto. Faltou prudência e antes de mais anda, visou-se tão somente o interesse particular antes do interesse público, ignorando-se todo o alerta que foi feito sobre o problema.

Se com relação a um simples arroio a Prefeitura Municipal já tem enormes dificuldades para cuidar e resolver o problema, fica muito complicado acreditar que o governo de Marcelo Rangel e a Sanepar estão colocando o interesse público, da população que mais precisa, acima dos interesses dos sócios privados da Sanepar.

Não somos contra a Sanepar e muito menos contra a renovação do contrato. Entretanto, o governo municipal precisa ser mais transparente e mais prudente quando se trata dos interesses da população. O que vemos é que o prefeito e o governo que ele representa demostra um interesse muito grande em defender a Sanepar, mais do que a cidade que governa. Há uma nítida tendência em impor a renovação sem que o município em si seja o grande beneficiado com serviços melhores, com a defesa do subsolo sob o controle do município, além de valores mais justos para a população.

Aliás, o prefeito Marcelo Rangel, quando deixar o governo, caso Ratinho Júnior seja eleito governador, ficaria muito bem no cargo de garoto propaganda da Sanepar a partir de 2019. Disto ele entende muito bem!

  • Paulo Sérgio Rodrigues, editor.

 

About Paulo Sérgio Rodrigues

Comentarista político, radialista, trabalhou em diversas emissoras de rádio, em TV e em jornais de Ponta Grossa, vem atuando há 30 anos no jornalismo de Ponta Grossa e região dos Campos Gerais.

View all posts by Paulo Sérgio Rodrigues →

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *