Depois de repercussão negativa, Presidente volta atrás no reajuste dos vereadores

Reunião do grupo diretivo da Câmara de PG definiu o recuo da proposta de reajuste dos salários. Foto: Kauter Prado.
Com a repercussão altamente negativa perante a imprensa de Ponta Grossa, bem como as críticas nas redes sociais pela opinião pública em geral, o presidente da Câmara Municipal, Sebastião Mainardes Júnior convocou uma reunião para a manhã desta quinta-feira (24) em seu gabinete para tratar do assunto.
Por volta das 10h30min, Mainardes concedeu entrevista coletiva para informar que o projeto foi aprovado, mas seguirá para sansão do prefeito municipal, e voltando para a Câmara Municipal o projeto sofrerá veto na parte que trata do reajuste dos vereadores, mantendo apenas dos servidores municipais do legislativo.
RELEMBRANDO
Toda a polêmica foi gerada porque o presidente da Câmara incluiu na Ordem do Dia da Sessão Ordinária de quarta-feira (23) um Projeto de Resolução Interna reajustando os salários dos servidores do legislativo em 5%, e lá no meio do documento, meio que escondido, emplacava junto o reajuste dos vereadores em 3,6%;
Alguns vereadores questionaram o presidente, de que a votação deveria ser em separado, para que os parlamentares tivessem a oportunidade de votar em ambos os pontos de forma distinta, se fosse o caso.
Entretanto, Mainardes disse que o projeto era um só e que não poderia desmembrar.
Estes vereadores então tiveram que aprovar o projeto, para não prejudicar os servidores, mas anunciaram depois da votação que solicitariam a devolução do valor da diferença do reajuste em seus salários, algo em torno de R$ 300,00.
Divulgaram nota publicamente que não concordavam com o reajuste dos vereadores, e somente dos servidores, os seguintes parlamentares: Ricardo Zampieri, Pastor Ezequiel, Dr. Magno, Geraldo Stocco, Rudolf Polaco e João Florenal. O vereador Felipe Passos votou contra o projeto como um todo, inclusive contra o reajuste dos funcionários da Câmara.
RECONHECENDO O ERRO
Muito criticado pela imprensa e pela opinião pública, Mainardes e o grupo de vereadores mais próximos a ele, tiveram que voltar atrás da iniciativa e anunciaram que vão anular o reajuste dos vereadores, vetando a Lei sancionada pelo prefeito.
Nós aqui do Política Em Destaque que criticamos duramente a manobra do presidente da Câmara Municipal, reconhecemos que os mentores da proposta tomaram uma decisão diplomática e de extrema humildade ao reconhecer o erro cometido e a necessidade de repará-lo da melhor forma possível.
Tomara que este episódio sirva de exemplo para outras iniciativas contrárias ao interesse público.
  • Paulo Sérgio Rodrigues, editor.

About Paulo Sérgio Rodrigues

Comentarista político, radialista, trabalhou em diversas emissoras de rádio, em TV e em jornais de Ponta Grossa, vem atuando há 30 anos no jornalismo de Ponta Grossa e região dos Campos Gerais.

View all posts by Paulo Sérgio Rodrigues →