Aliel concorre ao prêmio de Melhor Deputado Federal

O deputado federal Aliel Machado (PSB) está entre os indicados ao Prêmio Congresso em Foco, que elege anualmente os melhores deputados e senadores que não respondem a processos criminais. No ano passado Aliel foi o terceiro mais votado entre os deputados paranaenses que atuam em Brasília.
O Prêmio Congresso em Foco já é considerado pela imprensa e pelos próprios parlamentares como o “Oscar da Política”, tamanha a repercussão da premiação. Anualmente, o concurso reconhece os parlamentares federais mais bem avaliados pela população, por um júri especializado e pelos jornalistas que cobrem o Congresso. O objetivo é apontar os melhores parlamentares que atuam em Brasília, estimular a sociedade a acompanhar seus representantes, participar da vida política e reconhecer a importância do Poder Legislativo na democracia.
Os Parlamentares que mais se destacaram durante o ano na defesa de propostas e ações públicas para a redução das desigualdades sociais e no combate a corrupção e ao crime organizado também serão premiados em categorias especiais. A lista com a relação dos nomes a serem votados, foi divulgada esta semana e conta com 42 senadores (50% do total) e 359 deputados federais (70% dos integrantes da Casa). Foram excluídos da relação os congressistas denunciados pelo Ministério Público ou que sejam alvo de ações penais e inquéritos em andamento.

VOTAÇÃO POPULAR

Os internautas vão escolher os melhores senadores e deputados na categoria Voto Popular de 1º a 31 de julho no site www.premiocongressoemfoco.com.br. Cada pessoa poderá votar em até dois senadores e até três deputados federais, nas categorias gerais, e em apenas um nome nas categorias especiais. A votação pela internet será auditada pela Associação Nacional dos Peritos Criminais Federais (APCF).
  • Da assessoria.

 

About Paulo Sérgio Rodrigues

Comentarista político, radialista, trabalhou em diversas emissoras de rádio, em TV e em jornais de Ponta Grossa, vem atuando há 30 anos no jornalismo de Ponta Grossa e região dos Campos Gerais.

View all posts by Paulo Sérgio Rodrigues →