Quem tem amigo como Fanini, não precisa de inimigo, diria Beto Richa

Beto Richa, em maus lençóis e Fanini, preso e delatando os principais políticos do Paraná.
É como diz aquele conhecido ditado: cuide dos teus amigos, porque teus inimigos já são declarados. Beto Richa confiava em Maurício Fanini, tanto que lhe deu cargos na Prefeitura de Curitiba e no Governo do Estado e sempre teve como fiel escudeiro. No entanto, o discípulo virou-se contra o mestre.
Na última terça-feira (5) a RPC TV estremeceu novamente o mundo da política paranaense ao revelar a delação vazada do ex-diretor da Secretaria de Estado da Educação, Maurício Fanini, o qual disse que coordenava desvios de dinheiro público para as campanhas de Beto Richa desde 2002 quando o ex-governador foi candidato ao governo do Estado e perdeu a eleição para Roberto Requião naquele ano.
Depois disto, Beto foi prefeito de Curitiba e governador por dois mandatos, e sempre Fanini estava lá, captando recursos para a campanha através de Caixa 2, além de prover despesas pessoais de Beto Richa e sua família. Pelo menos foi o que disse o ex-big brother de Richa à Justiça Federal em Brasília, onde esta preso.
A reportagem expôs novamente o lamaçal de corrupção que assola os principais nomes da política paranaense, confirmando assim o que foi delatado pelo empresário Eduardo Lopes de Souza, dono da Construtora Valor, durante as investigações da Operação Quadro Negro.
Richa está mais sujo do que pau de galinheiro. Em que pese ter negado todas as situações apresentadas tanto por Eduardo, como por Fanini, não há como negar que o ex-governador está em maus lençóis.
Claro e evidente que está sendo oportunizada a defesa e o contraditório, e ainda não existe condenação, mas as delações vão se somando e cada vez mais a artilharia pesada contra Beto Richa ganha peso e fere mortalmente a moral do ex-governador.
Resta saber se Richa, assim como os demais delatados, terão condições morais e legais de chegarem até as eleições de outubro. Até lá, muita coisa pode acontecer, até porque Richa tem (ou tinha) muitos outros amigos e assessores, os quais, na medida em que as investigações avançam, podem dar com a língua nos dentes se algo de mais grave lhes ameaçarem a liberdade.
Parece que o pesadelo Beto Richa está apenas no começo.
  • Paulo Sérgio Rodrigues, editor.

About Paulo Sérgio Rodrigues

Comentarista político, radialista, trabalhou em diversas emissoras de rádio, em TV e em jornais de Ponta Grossa, vem atuando há 30 anos no jornalismo de Ponta Grossa e região dos Campos Gerais.

View all posts by Paulo Sérgio Rodrigues →