Porque a região dos Campos Gerais pode (e deve) eleger 3 deputados federais

É bem possível que Ponta Grossa e região dos Campos Gerais dê um salto muito grande na representatividade política, de forma inédita na política regional.
Em determinados momentos da história, Ponta Grossa chegou a situações tão extraordinárias, que até mesmo a eleição de um deputado era complicada, devido a estratégia adotada em um tempo em que mais se cuidava do quintal do vizinho do que do seu próprio.
Entretanto, neste ano teremos a oportunidade de eleger 3 representantes no Congresso Nacional, podendo criar um novo ciclo representativo, com uma divisão de grupos políticos mais acentuada, porém com a possibilidade de ampliar o atrativo de recursos federais para a região.
Ninguém duvida que a reeleição de deputados federais é mais fácil que outros cargos. A concorrência é menor e, por mais que o deputado não seja da base do governo, os recursos chegam, porque o dinheiro existe, faltando apenas quem os encontre e provoque a destinação destes recursos para as cidades.
Dentro deste prima, os deputados Sandro Alex (PSD) e Aliel Machado (PSB) fizeram a lição de casa. Cada um dentro de sua estratégia, ambos construíram laços importantes com lideranças em regiões distintas e até mesmo em determinadas cidades, conseguem dividir os apoios, como em Ipiranga, por exemplo, que parte dos vereadores e secretários apoiará Sandro e outra parte Aliel.
Por outro lado, chega o deputado estadual Márcio Pauliki, que como um bom administrador, traçou um planejamento há 3 anos atrás e foi em busca de seus objetivos: garantir recursos do governo do estado para regiões que representa. Resultado: poucos deputados estaduais conquistaram tantos recursos como Pauliki, principalmente na área da saúde.
Portanto, analisemos juntos: o que os prefeitos precisam são de recursos do Estado e da União e somente com representantes atuantes os gestores municipais podem melhorar a vida dos moradores de suas cidades. É a equação “mais com mais, dá mais!”.
Por isto a nossa expectativa é de que todos os 3 possam de fato conquistar uma cadeira na Câmara Federal, independente de linha ideológica e partidária. As cidades da região agradecem.
Claro que cada um tem seus projetos e ambições pessoais, mas isto já é uma outra história que começará a ser contada a partir do dia 8 de outubro, um dia após conhecer os resultados da urnas.
  • Paulo Sérgio Rodrigues, editor.

About Paulo Sérgio Rodrigues

Comentarista político, radialista, trabalhou em diversas emissoras de rádio, em TV e em jornais de Ponta Grossa, vem atuando há 30 anos no jornalismo de Ponta Grossa e região dos Campos Gerais.

View all posts by Paulo Sérgio Rodrigues →