Saia justa: Partido de Álvaro apoia Ratinho Júnior e deixa Osmar na mão

Osmar ficou sem apoio do Podemos, de Álvaro, que não sabe em qual palanque vai subir.
Existem coisas que somente a política pode explicar. Uma delas é o fato do Podemos do Paraná, antigo PTN, estar apoiando o deputado Ratinho Júnior (PSD) para o governo do Estado nas próximas eleições, deixando de estar ao lado do ex-senador Osmar Dias, irmão de Álvaro Dias, pré-candidato à presidência pelo mesmo partido, ou seja, o Podemos.
Se alguém entender alguma coisa, por favor, explique. Como Álvaro Dias virá ao Paraná pedir votos e subir em outro palanque que não seja do seu irmão Osmar Dias? Sem chance. Álvaro não vai pedir votos para Ratinho e terá que contrariar o próprio partido.
E ele, Álvaro poderá desfilar pelas cidades paranaenses pedindo votos para seu irmão sem ser acusado de estar cometendo infidelidade partidária?
Que samba do crioulo doido, não é mesmo?
Diante de tal situação inusitada, ficamos a analisar: ou Álvaro Dias não detém o comando do Podemos de forma a definir os rumos do partido nos Estados, inclusive o Paraná, onde a Executiva Estadual faz o que bem entender, ou ainda, as candidaturas do próprio Álvaro Dias e de Osmar estariam pendentes de confirmação.
Se Álvaro e Osmar ainda estiverem indecisos, explica-se porque o Podemos do Paraná tomou a dianteira e saiu de braços dados com Ratinho Júnior.
Todo o demais não faria o menor sentido.
  • Paulo Sérgio Rodrigues, editor.

About Paulo Sérgio Rodrigues

Comentarista político, radialista, trabalhou em diversas emissoras de rádio, em TV e em jornais de Ponta Grossa, vem atuando há 30 anos no jornalismo de Ponta Grossa e região dos Campos Gerais.

View all posts by Paulo Sérgio Rodrigues →