Quem herdará os votos que seriam de Osmar Dias?

João Arruda poderá herdar o capital eleitoral de Osmar Dias? Foto: NP Diário.
O ex-senador Osmar Dias jogou um balde de água fria em quem acreditava, que desta vez, ele seria candidato mesmo. Enquanto o irmão barbudo do presidenciável Álvaro Dias corria da raia mais uma vez, sepultando de vez sua vida política, os demais candidatos já faziam contas para saber com que vai ficar os votos que teoricamente seria de Osmar.
Podemos deduzir, neste primeiro momento, que o eleitor que disse, nas diversas pesquisas de intenção de votos realizadas no período pré-eleitoral, é que o eleitor paranaense, à favor da candidatura de Osmar Dias, não pretendia votar em Ratinho Júnior e nem na governadora Cida Borghetti.
Este posicionamento explica-se por tratar-se de pessoas que talvez já tivessem afinidade com o ex-senador, ou porque Osmar representava algo diferente das demais opções. Afinal de contas, não dá pra dizer que Ratinho Júnior seja novidade, pois já está na estrada há muitos anos e participou ativamente do governo Beto Richa. Muito menos Cida Borghetti que foi vice de Richa nos dois governos. Ou seja, novidade mesmo, nenhuma.
O que Osmar representava era um modelo de governo diferente daquilo que vinha sendo praticado no Estado nos últimos anos.
Com a saída de Osmar Dias, é possível que João Arruda possa herdar, senão todo legado, mas grande parte dele, justamente porque Arruda representa, de fato, a novidade. Ainda iniciando na política, com mandato de deputado federal, Arruda – embora seja sobrinho do velho rabugento Requião, é diferente do tio. Não pensam iguais.
Dá até pra dizer que as linhas gerais entre Arruda e Requião são similares. No entanto, é bom lembrar que Arruda votou pelo impeachment de Dilma Roussef em 2016, e tem diversos posicionamentos contrários ao PT e à tudo que representa o presidiário Lula. Já Requião…
Ainda é cedo para prever que João Arruda pode herdar as intenções de voto que seriam de Osmar Dias. Isto vai depender muito das linhas gerais das propostas e posicionamentos de Arruda e de sua equipe durante a campanha eleitoral.
Cacife e estrutura para fazer um bom papel, ele tem. O resto vai depender do desempenho e de quais seus posicionamentos diante dos graves problemas que precisam ser solucionados em nosso Estado.
  • Paulo Sérgio Rodrigues, editor.

About Paulo Sérgio Rodrigues

Comentarista político, radialista, trabalhou em diversas emissoras de rádio, em TV e em jornais de Ponta Grossa, vem atuando há 30 anos no jornalismo de Ponta Grossa e região dos Campos Gerais.

View all posts by Paulo Sérgio Rodrigues →

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *