Vereador denuncia “trairagem” na Câmara de PG, que adia votação da redução de cadeiras

Vereador Jorge da Farmácia denuncia politicagem no projeto de redução do número de vereadores. Foto: Kauter Prado – CMPG.
O vereador Jorge da Farmácia (PDT) meteu a bronca no trombone durante seu discurso na tribuna da Câmara Municipal de Ponta Grossa, na sessão da última quarta-feira (22). “Isto aqui é uma trairagem…mas, não vão tirar farinha comigo, não…”, bradou o vereador sobre a emenda que seu projeto recebeu nesta semana.
Ocorre que Jorge da Farmácia, com apoio de outros vereadores, protocolou um projeto de Lei para alterar a Lei Orgânica do Município visando a redução do número de cadeiras no legislativo pontagrossense de 23 para 19 vagas.
Nesta semana, o vereador George (PMN) apresentou uma emenda reduzindo o número para 15 vereadores, e utilizou este instrumento para publicar matérias e divulgações nas redes sociais. Como George é candidato a deputado estadual, a situação pegou mal perante os demais vereadores.
Jorge da Farmácia criticou o procedimento do vereador George, taxando de “oportunismo eleitoral” a iniciativa de emendar o projeto original.
Diante da situação, alguns parlamentares, capitaneados por Ricardo Zampieri e Geraldo Stocco, solicitaram a Mesa Executiva da Câmara que adiasse a discussão do projeto para depois do período eleitoral, evitando maiores desgastes para o legislativo.
No final da tarde de quarta-feira mesmo, a Assessoria de Imprensa da Câmara Municipal enviou Comunicado Oficial a imprensa dando conta de que o presidente Sebastião Mainardes Júnior informou a decisão tomada e o projeto somente prosseguirá nas comissões e posterior votação depois das eleições de outubro.
  • Paulo Sérgio Rodrigues, editor.

About Paulo Sérgio Rodrigues

Comentarista político, radialista, trabalhou em diversas emissoras de rádio, em TV e em jornais de Ponta Grossa, vem atuando há 30 anos no jornalismo de Ponta Grossa e região dos Campos Gerais.

View all posts by Paulo Sérgio Rodrigues →