Tribuna da Câmara Municipal vira palanque eleitoral. E tem saído cada coisa!

Sessões da Câmara Municipal viraram palaques eleitorais de outros candidatos também. Foto: Kauter Prado – CMPG.
As sessões da Câmara Municipal de Ponta Grossa viraram palcos de campanhas eleitorais. Especialmente a utilização da Tribuna para pronunciamento dos vereadores, que montaram palanques eleitorais no plenário do legislativo.
Além dos vereadores que são candidatos a deputado estadual ou federal, tem aqueles que não perdem a oportunidade para puxar o saco nos candidatos que eles estão ajudando na campanha (??).
Entretanto, coisas estranhas acontecem. Por exemplo: o vereador Rogério Quadro, do MDB, subiu à tribuna para elogiar o deputado Hussein Bakri, que é de outro partido, o PSD, e além disto, é de outra cidade. É bom lembrar que o MDB tem candidato a deputado estadual próprio, no caso o ex-vereador Júlio Kuller.
Mas, tem outro caso ainda pior. O vereador Jorge da Farmácia (PDT) subiu na tribuna para pedir votos para Plauto Miró, que é do DEM. Porém, o partido dele, o PDT, tem candidato a deputado estadual, o também vereador Dr. Magno. Quer situação mais estranha que isto?
Só se for o massacre que o vereador George vem fazendo ao prefeito Marcelo Rangel e seu irmão, Sandro Alex. George só não chamou os “manos” de santos…o resto saiu da boca do vereador sem a menor cerimônia nas duas últimas sessões.
A situação mais grave foi revelada pelo próprio George, que em seu pronunciamento, nesta quarta-feira (26) disse que o Dr. Zeca, candidato do PSS a deputado estadual, estaria atendendo pacientes, inclusive com a confecção de atestados de saúde, em seu gabinete na Câmara Municipal.
Se tal situação for verdade, certamente Dr. Zeca pode estar em maus lençóis, uma vez que se configuraria não somente quebra de decoro parlamentar, mas também de crime eleitoral.
Mas, para variar, George não provou o que disse e também para variar, Dr. Zeca não estava no plenário durante os pronunciamentos na Tribuna para rebater a grave acusão. Normalmente ele só aparece, rapidinho, tal qual suas consultas, na hora da votação dos projetos. Portanto, no final, fica elas por elas.
Há quem diga que assistir as sessões da Câmara Municipal neste período eleitoral é perda de tempo. Se analisarmos este quadro descrito acima, chego a pensar que sim.
Melhor então voltarmos as nossas atenções somente depois do dia 7 de outubro. Até lá o palanque já estará desmontado.
  • Paulo Sérgio Rodrigues, editor.

 

About Paulo Sérgio Rodrigues

Comentarista político, radialista, trabalhou em diversas emissoras de rádio, em TV e em jornais de Ponta Grossa, vem atuando há 30 anos no jornalismo de Ponta Grossa e região dos Campos Gerais.

View all posts by Paulo Sérgio Rodrigues →