Ponta Grossa terá espaço no primeiro escalão de Ratinho Júnior?

AINDA NÃO SE SABE SE PONTA GROSSA TERÁ ESPAÇO NO FUTURO GOVERNO DE RATINHO JÚNIOR.
Com o início das tratativas entre integrantes do atual e do futuro governo estadual para o período de transição, fica a expectativa da montagem do primeiro escalão dos assessores mais diretos do futuro governador.
E a pergunta que já se faz nos bastidores da política paranaense, é se Ponta Grossa terá algum representante em alguma das secretarias estaduais de Ratinho Júnior?
É bom lembrar que, em Ponta Grossa, Ratinho Júnior foi apoiado por diversos grupos políticos, entre eles, do deputado Plauto Miró, que foi um dos primeiros a manifestar apoio a candidatura de Carlos Massa Júnior, além do deputado federal Sandro Alex.
Também o  apresentador Jocelio Canto e sua filha, Mabel, então candidata a deputada estadual, fizeram campanha e estavam na coligação que ajudou a eleger Ratinho.
O prefeito Marcelo Rangel preferiu ficar em cima do muro, isto porque, filiado ao PSDB e na coligação de Cida Borghetti, não poderia manifestar publicamente apoio a outro candidato sob pena de ser chamado de infiel ao partido.
No entanto, ele Rangel é um dos nomes que aparece como eventual candidato a um posto no futuro governo, embora tal hipótese seja descartada por seus assessores mais próximos, os quais garantem que o prefeito vai terminar seu segundo mandato.
Surgiu também o nome do deputado Sandro Alex para a Casa Civil, mas tal situação parece ser mais uma vontade pessoal de Sandro do que um aceno do governador eleito. Guto Silva, companheiro de Ratinho Júnior de primeira hora, é o favorito para o cargo.
É bom lembrar que nos governos de Beto Richa, Ponta Grossa contou com Reinaldo de Almeida Cesar na pasta da Segurança, mas que não esquentou na cadeira. Depois, no segundo governo, o professor João Carlos Gomes ficou mais de 3 anos na Ciência e Tecnologia.
Logo que Cida Borghetti assumiu em abril último, João Barbiero foi convidado e aceitou tocar a secretaria de Esporte e Turismo, pelo menos, até o final do mandato, como assim de fato será.
Portanto, nossa cidade esteve representada no governo estadual nos últimos anos, e obviamente, seria importante termos um nome nas principais fileiras de assessores do futuro governo.
Resta agora saber quem poderia ser este nome e de quais fileiras partidárias poderia sair tal indicação para tentar agradar gregos e troianos.
Entretanto, com tanto apoio e dada a importância da cidade e da região, não é possível que os nossos representantes não sejam capazes de fazer valer suas respectivas representatividades e não consigam convencer o governador da necessidade de termos alguém ocupando um posto de destaque no futuro governo.
Se isto não acontecer, seria a demonstração inequívoca de desprestígio destes políticos junto ao novo governador.
  • Paulo Sérgio Rodrigues, editor.

 

About Paulo Sérgio Rodrigues

Comentarista político, radialista, trabalhou em diversas emissoras de rádio, em TV e em jornais de Ponta Grossa, vem atuando há 30 anos no jornalismo de Ponta Grossa e região dos Campos Gerais.

View all posts by Paulo Sérgio Rodrigues →