Prefeito de Tibagi reúne secretários e determina redução de 30% nos gastos

Prefeito Rildo e secretários estiveram reunidos para definir metas de redução das despesas. Foto: João Pedro Agostinho/PMT.
O prefeito Rildo Leonardi e a vice-prefeita, Helynez Santos Ribas, reuniram secretários e gerentes para apresentar medidas de economia para o município. Um dos motivos é a queda no repasse do Fundo de Participação dos Municípios (FPM), destinado pela União. A expectativa é que o município deixe de arrecadar cerca de R$ 4,5 milhões até o final do ano, o que impacta diretamente no orçamento das secretarias municipais.
A orientação é para que o corte seja de, pelo menos, 30%. O prefeito espera garantir, dessa maneira, que o executivo continue cumprindo com serviços básicos e compromissos financeiros já firmados. Rildo frisa que as medidas são temporárias, mas importantes para as finanças do município. “Estamos passando por uma grave crise e a cada mês a arrecadação diminui. Devido a isso resolvemos tomar medidas para que consigamos entregar serviços básicos de qualidade para a população”, destacou o prefeito.
As medidas tomadas constam na instrução n° 001/2018, e entre elas estão a suspensão de pagamento de diárias para servidores e secretários a partir deste mês até fevereiro de 2019, sendo liberadas apenas em casos de comprovada necessidade. Todas as requisições de materiais, serviços e pedidos de empenho deverão ser autorizadas pelo Prefeito. A despesa de material adquirido ou serviço realizado sem prévia autorização será de responsabilidade do servidor responsável e da chefia do setor.
  • Da assessoria.

About Paulo Sérgio Rodrigues

Comentarista político, radialista, trabalhou em diversas emissoras de rádio, em TV e em jornais de Ponta Grossa, vem atuando há 30 anos no jornalismo de Ponta Grossa e região dos Campos Gerais.

View all posts by Paulo Sérgio Rodrigues →