Dívidas com o Detran passam a ser parceladas por meio de cartão

Governadora Cida fez o lançamento da nova linha de parcelamento do Detran-PR.
A população paranaense poderá quitar multas e outros débitos relacionados a veículos, como IPVA e licenciamento, por meio dos cartões de crédito e débito. A medida foi autorizada pela governadora Cida Borghetti nesta segunda-feira (5) e começa a ser implantada na próxima semana, em Curitiba, e deverá chegar a todo o Estado até o final do ano.
O parcelamento poderá ser feito em até 12 vezes em negociação direta do devedor com as operadoras de cartões. Estas empresas, por sua vez, ficam responsáveis pela quitação da dívida, à vista, junto ao Departamento de Trânsito do Paraná (Detran-PR). A iniciativa atende a resolução 736/18, do Conselho Nacional de Trânsito (Contran), e a portaria 149/18, do Departamento Nacional de Trânsito (Denatran).
O diretor-geral do Detran, Marcello Panizzi, informou que só em 2018 foram calculados mais de R$ 300 milhões em débitos no Detran-PR. “Pretendemos recuperar cerca de 60% desses valores aos cofres públicos”, explicou ele, reforçando que o procedimento possibilita parcelar os débitos referentes a multas devidas ao Detran e, também, qualquer processo de veículos, como IPVA e licenciamento.
NA PRÁTICA
Luiz Claudio Sacramento, vice-presidente da PinPag, empresa credenciada a coordenar a implantação do sistema no Paraná, explicou que a negociação das dívidas poderá ser feita presencialmente com as empresas de cartões em postos de atendimento do Detran.
O atendimento começa na semana que vem nas sedes do Detran, em Curitiba, no Tarumã, no Centro e no Hauer. Nos próximos 30 dias, cerca de 15 Ciretrans no Paraná terão acesso ao serviço e, a até o final do ano, serão 27 pontos em todo o Estado.
  • Da assessoria.

About Paulo Sérgio Rodrigues

Comentarista político, radialista, trabalhou em diversas emissoras de rádio, em TV e em jornais de Ponta Grossa, vem atuando há 30 anos no jornalismo de Ponta Grossa e região dos Campos Gerais.

View all posts by Paulo Sérgio Rodrigues →

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *