Aliel Machado: “vou participar das eleições municipais, seja como candidato, ou não!”

Deputado federal Aliel Machado. Foto: arquivo.
O deputado federal Aliel Machado (PSB), reeleito com quase 97 mil votos, vem dizendo em diversas entrevistas para emissoras de rádio e jornais de que irá participar das eleições municipais de 2020 de forma ativa.
Aliel tem dito que tem compromissos com a cidade que em 2016 lhe deu 45% dos votos no segundo turno das eleições municipais. “Tenho compromisso com estas pessoas que acreditaram no nosso projeto”, comentou o deputado.
Partindo deste princípio e diante das palavras de Aliel, é certo que ele será um participante ativo do processo, seja como cabeça de chapa em nova disputa para a Prefeitura, ou como integrante de um grupo que, eventualmente, poderá ter outro nome como candidato oficial.
Talvez, a principal dúvida de Aliel no sentido de lançar uma nova candidatura a  prefeito, é a questão envolvendo seu mandato de deputado. Afinal de contas, Aliel conseguiu uma votação superior a eleição de 2014 e assumiu compromissos com regiões importantes do Estado do Paraná, ampliando – inclusive – sua base política de atuação no território paranaense.
A decisão do nível de participação de Aliel Machado nas próximas eleições municipais passa necessariamente pela análise desta situação de sua representatividade política, bem como do nome que poderia ser alçado a condição de cabeça de chapa de seu grupo, caso não seja ele (Aliel) candidato a prefeito.
Se deixar um mandato com base política ampliada, podendo aumentar ainda mais nos próximos 4 anos, é muito complicado para Aliel, por certo também nos parece bastante difícil o grupo do jovem parlamentar levantar um nome de consenso para uma eleição municipal que estará bastante aberta em 2020.
Aliel Machado é o tipo de político que gosta de protagonizar, assumir liderança, estar a frente das decisões, assumindo o controle de suas campanhas, e por isto mesmo, fica até estranho imaginar o deputado pedindo votos para outro nome que não seja o dele.
Também é preciso analisar que o prefeito Marcelo Rangel e seu irmão Sandro Alex estarão fora do processo. O deputado Plauto, mesmo reeleito, saiu enfraquecido politicamente em Ponta Grossa destas eleições. Jocelito Canto disse e ratificou que não quer mais ser candidato, e mesmo sua filha Mabel Canto eleita deputada, talvez não pretenda deixar o mandato para participar da próxima eleição.
Assim, a eleição para prefeitura de Ponta Grossa em outubro de 2020 promete ser das mais abertas, pois os postulantes ao Palácio da Ronda, pois várias figuras importantes da política local estarão de fora, ou ainda, sem segundo plano no processo eleitoral.
Neste sentido, se o deputado Aliel imagina, quem sabe encontrar um parceiro para pode apoiar para prefeito, esta aproximação precisa ocorrer ainda em 2019 para a devida ocupação de espaço político.
Ao contrário do que muita gente pensa, estas articulações precisam correr contra o tempo, pois se no tempo comum ainda faltam 18 meses para o período eleitoral, no tempo da política este processo comerá antes mesmo do primeiro semestre de 2019 terminar.
Neste aspecto, Aliel Machado tem demonstrado possuir habilidade suficiente para articular no momento certo com as peças importantes em sua estratégia política.
 * Paulo Sérgio Rodrigues, editor.

About Paulo Sérgio Rodrigues

Comentarista político, radialista, trabalhou em diversas emissoras de rádio, em TV e em jornais de Ponta Grossa, vem atuando há 30 anos no jornalismo de Ponta Grossa e região dos Campos Gerais.

View all posts by Paulo Sérgio Rodrigues →