Porque o prefeito pode (e deveria) barrar o aumento da tarifa de água

A Prefeitura Municipal de Ponta Grossa é a contratante dos serviços de abastecimento de água e tratamento de esgoto fornecidos pela Sanepar, uma empresa estatal, com capital privado, mas controlado pelo Governo do Paraná.
Com isto, o município é o gestor dos serviços concedidos, e pode – e até deveria, pelo bem do interesse público – barrar qualquer reajuste da tarifa de água proposto, ou melhor, imposto pela estatal.
Tanto isto é verdade como 2+2 são 4, que o prefeito de Paranavaí, no Noroeste do Estado, Delegado Caíque (PSDB), assinou um decreto na semana passada que simplesmente proíbe qualquer reajuste da tarifa de água naquele município. O prefeito corajoso e que não se curva às vontades da estatal superpoderosa, destacou que o reajuste de 12,10% é um absurdo.
Pois bem. Queríamos nós, pobres mortais consumidores dos serviços (questionáveis, às vezes) da Sanepar, que em nossa bela cidade de Ponta Grossa o prefeito Marcelo Rangel (que também é do PSDB, portanto o problema não é partidário) tivesse a mesma coragem e independência para tal ato.
Mas, convenhamos. Este desejo, na verdade é um sonho, uma utopia. Rangel não tem coragem de desafiar a Sanepar, empresa que faz o que bem entende em Ponta Grossa, sem sequer ser molestada pela fiscalização da Prefeitura, omissa em todos os sentidos.
O prefeito de Ponta Grossa também não tem independência para tal ato, porque depende do governo do Estado para conquistar verbas e financiamentos para obras na cidade, pois sem os recursos dos cofres do governo, pouco ou quase nada conseguiria fazer, ou na maioria dos casos, anunciar.
Assim, vivemos a realidade de uma causa perdida. Quando o governante é amarrado por “n” situações as quais não tem guarida no interesse público, quem paga o pato é o povo.
E que provem o contrário os corneteiros de plantão.
  • Paulo Sérgio Rodrigues, editor.

About Paulo Sérgio Rodrigues

Comentarista político, radialista, trabalhou em diversas emissoras de rádio, em TV e em jornais de Ponta Grossa, vem atuando há 30 anos no jornalismo de Ponta Grossa e região dos Campos Gerais.

View all posts by Paulo Sérgio Rodrigues →