Felipe Passos denuncia horas extras da Prefeitura e pede plano de cargos

Vereador quer criação de plano de cargos e salários para servidores concursados após apontar gasto excessivo com horas-extras Foto: Divulgação.
O vereador Felipe Passos (PSDB) reuniu informações sobre as horas-extras pagas aos servidores da Prefeitura de Ponta Grossa (PMPG) nos anos de 2016, 2017, 2018 e 2019. Os valores, na visão de Passos, representam um ‘rombo’ nos cofres públicos e precisam ser auditados. O levantamento feito pelo vereador mostra que, em alguns casos, um servidor com salário base de R$ 2,8 mil acaba recebendo mais de R$ 18 mil com o acúmulo de horas-extras.
O levantamento feito pelo vereador e pela equipe parlamentar ressalta que apenas em 2016, por exemplo, mais de R$ 25 milhões foram gastos com o pagamento de horas-extras – esse valor, somado aos encargos, férias e etc salta para R$ 63 milhões. “Somente o pagamento de encargos soma mais de R$ 37 milhões. Nosso levantamento mostra ainda que mais de 2,4 mil servidores receberam horas-extras”, destaca o vereador.
Felipe lembra que somente os R$ 37 milhões pagos como encargos que incidem sobre o pagamento de horas-extras seria suficiente para arcar com 151 mil consultas com especialistas, tendo em vista um valor de R$ 250 cada consulta. “Se conseguíssemos zerar o pagamento de horas-extras poderíamos usar esse recurso para zerar a fila da saúde por especialidades”, lembra o vereador.
CASOS A SEREM ACOMPANHADOS
Em janeiro de 2018, por exemplo, Passos e a equipe encontraram um caso em que um servidor recebeu mais de R$ 11 mil em horas-extras tendo um salário base de R$ 2,8 mil. “Neste período o servidor recebeu ao todo R$ 18,7 mil, um salário maior do que o do próprio prefeito”, salienta Felipe.
Em outro caso, um servidor com salário-base de R$ 1,9 mil recebeu R$ 17,7 mil em horas extras em abril de 2019. “Notamos vários casos em que o valor recebido em horas-extras é muito alto e cobramos uma ação dos gestores públicos para investir e inibir isso. Os servidores merecem um plano de carreira justo e estável”, destaca o vereador.
DADOS DE 2018 E 2019
Felipe e a equipe parlamentar apuraram que em 2018 o valor pago em horas-extras foi de quase R$ 50 milhões – cerca de 2,1 mil servidores receberam o pagamento no período. Já em 2019 os valores pagos em horas-extras somam R$ 1,6 milhões e 841 servidores receberam o pagamento quando se observa os meses de janeiro e fevereiro deste ano.
  • Da assessoria.

About Paulo Sérgio Rodrigues

Comentarista político, radialista, trabalhou em diversas emissoras de rádio, em TV e em jornais de Ponta Grossa, vem atuando há 30 anos no jornalismo de Ponta Grossa e região dos Campos Gerais.

View all posts by Paulo Sérgio Rodrigues →