Ponta Grossa tem quase R$ 5 milhões em obras paradas do Governo do Estado

Obras do Colégio Francisco Pires de Machado, no Cará-Cará em Ponta Grossa,estão paralisadas deste 2014. Foto: Redes Sociais.
Somente a cidade de Ponta Grossa tem R$ 4.853.157,00 em obras paradas do Governo do Estado do Paraná. E 100% deste valor são obras de construção e reforma relacionadas a área da educação.
De acordo com o levantamento feito pela Gazeta do Povo, a maior obra é a nova unidade do Colégio Francisco Pires Machado, com pouco mais de R$ 2,3 milhões. Esta obra é emblemática, pois está relacionada na Operação Quadro Negro, escândalo de corrupção que desviou R$ 20 milhões da construção de escolas estaduais.
Mais R$ 1,3 milhões são em obras semi-concluídas do Centro Multiusuário de Pesquisa Avançada Para Tecnologia do Agronegócio, no Bloco F da UEPG. A terceira obra também é na UEPG, com a construção do Laboratório de Integração Tecnológica em Ciências Humanas e Sociais, que ainda faltam R$ 1,173 milhão para conclusão.
As informações repassadas pelo Governo do Estado dão conta que todas as obras tiveram problemas de prazos de conclusão porque as empresas contratadas abandonaram os serviços e sofreram dissolução ou até mesmo encerraram suas atividades.
O problema maior é que das 3 obras citadas, apenas o Colégio Francisco Pires Machado tem previsão para retomada dos serviços ainda este ano. Já as obras na UEPG ainda não tem data definida para continuação.
Ainda na matéria publicada no portal da Gazeta na última segunda-feira (10), baseada em um relatório do Tribunal de Contas, em todo o Estado, existem 137 obras paradas, gerando um passivo de R$ 691,2 milhões em recursos parados ou ainda sem atender o principal objetivo que é o interesse público.
Após receber o relatório, o chefe da Casa Civil, Guto Silva, ficou responsável pela montagem de um grupo de trabalho que vai avaliar todas as obras listas e elencar as prioridades. Embora ainda não tenha um cronograma do reinício dos trabalhos, a expectativa é de que até o final deste a maioria já esteja sendo executado.
  • Paulo Sérgio Rodrigues, editor – com informações da Gazeta do Povo.

 

 

About Paulo Sérgio Rodrigues

Comentarista político, radialista, trabalhou em diversas emissoras de rádio, em TV e em jornais de Ponta Grossa, vem atuando há 30 anos no jornalismo de Ponta Grossa e região dos Campos Gerais.

View all posts by Paulo Sérgio Rodrigues →