Por 1 voto apenas, Câmara rejeita criação do Fundo de Transporte

Vereadores Dr. Magno votou contra o Fundo. Kalinoski (direita) se absteve. Voto foram decisivos para rejeição da proposta. Foto: Kauter Prado – CMPG.
O Projeto de Lei 137/2019, que previa a criação do Fundo Municipal do Transporte Coletivo, foi rejeitado pela Câmara Municipal de Ponta Grossa. Em decisão apertada, os vereadores não aprovaram a criação do instituto, que segundo a Prefeitura Municipal, destinava-se a gestão dos recursos da venda dos créditos da utilização do transporte coletivo na cidade, além de outras providências.
E o voto decisivo, que impediu a criação do Fundo, foi dado exatamente por um vereador que fazia parte do Governo Marcelo Rangel, em seu primeiro mandato. Quer dizer, o vereador, Eduardo Kalinoski, do PSDB, mesmo partido do prefeito, nem chegou a votar. Se absteve da votação e por isto faltou um voto apenas para aprovação da matéria, já que 15 vereadores votaram favoráveis e 7 votaram contrários. Se Kalinoski votasse favorável, o projeto seria aprovado.
A votação deste projeto, na tarde desta segunda-feira na Câmara Municipal, mostrou que quanto trata-se de projetos polêmicos e de repercussão, o governo municipal continua a ter dificuldades para compor a maioria absoluta para aprovação, uma vez que são necessários 2/3 dos votos dos vereadores presentes a sessão. Para azar do Poder Executivo, exatamente na sessão desta segunda-feira, não houve faltas e nem ausências em plenário.
O resultado mostrou também que a oposição se deu melhor na articulação. Antes da sessão e mesmo durante ela, as conversas foram intensas e o resultado mostrou que a oposição foi mais eficiente do que o bloco governista.
A derrota abalou os líderes do governo municipal na sede do Legislativo e na sede principal da Prefeitura, onde uma reunião no final da tarde fez uma avaliação do projeto e da votação desta segunda-feira.
Há quem diga que não houve “caça às bruxas”, mas entendimento de que há necessidade de uma melhor articulação quando houver necessidade de maioria em aprovação de projetos de interesse do Governo Municipal.
  • Paulo Sérgio Rodrigues, editor.

 

About Paulo Sérgio Rodrigues

Comentarista político, radialista, trabalhou em diversas emissoras de rádio, em TV e em jornais de Ponta Grossa, vem atuando há 30 anos no jornalismo de Ponta Grossa e região dos Campos Gerais.

View all posts by Paulo Sérgio Rodrigues →