Prefeitura de Teixeira Soares não vai liberar habite-se para Aterro no Guaraúna

Fotos divulgadas nas redes sociais mostram a cheia do rio misturando o leito do rio com o aterro. Perigo eminente.
A Prefeitura de Teixeira Soares não deverá liberar o habite-se para as obras de construção de um Aterro Sanitário na localidade de Guaraúna, divisa com Ponta Grossa. A informação foi prestada pelo vereador Celso Cieslak durante pronunciamento na sessão da Câmara Municipal de Ponta Grossa, na tarde desta segunda-feira (3).
De acordo com o vereador, a construção do aterro às margens do Rio Guaraúna, um dos principais afluentes do Rio Tibagi na região, trouxe grande preocupação para os moradores da Colônia Guaraúna: “esta comunidade é uma das colônias mais antigas da região, onde moram centenas de pessoas e elas estão preocupadas porque com estas fortes chuvas, as cavas do aterro encheram e há o temos de que o rio possa ser atingido por detritos”, disse Celso.
“A empresa dona da Aterro disse ter recebido licença do IAP para operar. No entanto, sabemos que a pessoa que deu esta licença esta envolvida em outros problemas e nem pertence mais ao IAP. Então, junto com os vereadores de Teixeira Soares, vamos ao Ministério Público para embargar esta obra e evitar um crime ambiental”, destacou Celso.
O parlamentar destacou ainda a união entre a Câmara Municipal de Teixeira Soares e a Câmara de Ponta Grossa, com apoio das comunidades da região e diversos setores da sociedade que estão despertando para a gravidade do problema.
Nesta segunda-feira (3) também circularam fotos pelas redes sociais que mostram o nível das águas do Rio Guaraúna e como a cheia faz com as cavas do aterro recebam água do rio e depois retornem ao leito normal possivelmente com detritos oriundos do aterro.
“É um crime ambiental, não temos dúvidas disto. Se isto continuar, vai prejudicar o rio, os peixes, e os moradores da região”, finalizou o vereador.
  • Paulo Sérgio Rodrigues, editor.

About Paulo Sérgio Rodrigues

Comentarista político, radialista, trabalhou em diversas emissoras de rádio, em TV e em jornais de Ponta Grossa, vem atuando há 30 anos no jornalismo de Ponta Grossa e região dos Campos Gerais.

View all posts by Paulo Sérgio Rodrigues →