Projeto que cria o Fundo Municipal do Transporte foi retirado para vistas, mas vai voltar

Sistema do Transporte Coletivo terá Fundo para gerir a arrecadação com a venda de créditos. Foto: Arquivo.
O Projeto de Lei 137/19, de autoria da Prefeitura de Ponta Grossa, propondo a criação do Fundo Municipal do Transporte Coletivo, estava na pauta de votação da Câmara Municipal neta quarta-feira (12), mas foi retirado para vistas. O pedido de vistas feito pelo vereador Pietro Arnaud foi aprovado, mas já havia um acordo prévio entre os vereadores para retirada do projeto visando algumas adequações.
De acordo com a proposta, o FMTC, será vinculado a Autarquia Municipal de Trânsito e Transporte e vai gerir todos os recursos obtidos com a venda de créditos para utilização no sistema, além de outras arrecadações previstas, como a publicidade nos ônibus e terminais de transporte coletivo.
A criação do Fundo do Transporte Coletivo é o primeiro passo da Administração Municipal para encampar o controle da bilhetagem do sistema, conforme anunciou o prefeito Marcelo Rangel há cerca de 60 dias atrás.
O presidente da Câmara, Daniel Milla, informou que o projeto será alterado e deve retornar para votação em, no máximo, 15 dias.
  • Paulo Sérgio Rodrigues, editor.

About Paulo Sérgio Rodrigues

Comentarista político, radialista, trabalhou em diversas emissoras de rádio, em TV e em jornais de Ponta Grossa, vem atuando há 30 anos no jornalismo de Ponta Grossa e região dos Campos Gerais.

View all posts by Paulo Sérgio Rodrigues →