Projeto ‘Banho Solidário’ da FASPG começa a atender população em situação de rua

A presidente da FASPG, Simone Kaminski de Oliveira, fez a entrega do novo serviço a população na última sexta-feira (5). Foto: Divulgação.
Na tarde da última sexta-feira (5) a Prefeitura Municipal de Ponta Grossa, juntamente com a Secretaria Municipal de Políticas Públicas Sociais (SMPPS) e a Fundação de Assistência Social (Faspg), lançou o projeto Banho Solidário. Ele atenderá pessoas em situação de rua todas as sextas-feiras, das 17h às 20h, no estacionamento do Restaurante Popular Guilherme Cavina.
Os usuários que quiserem usar o projeto terão que realizar um cadastro com a assistente social e logo após receberam a senha para o banho. Além da estrutura, as pessoas em situação de rua, puderam escolher uma roupa limpa, tomar sopa durante o período de inverno, e receberam um kit de higiene pessoal com shampoo, condicionador, sabonete, cotonete, fio, pasta e escova dental, pente de cabelo, toalha de banho e para os homens aparelho de barbear e toalha de banho. Durante a inauguração também houve a ação de parceiros, com corte de cabelo, entrega de ração para os animais da população de rua, entrega de roupas íntimas e meias, entrega de cobertores e realização de testes rápidos.
“Com a queda nas temperaturas nada melhor do que um banho quente para se aquecer e com este projeto conseguiremos atender todo nosso público de rua, seja os que estão de passagem ou as pessoas que moram nas ruas da cidade”, destaca a presidente da Faspg e secretária da SMPPS, Simone Kaminski. O investimento para realizar o projeto foi de aproximadamente R$ 87 mil.
A cidade conta com cerca de 120 pessoas em situação de rua e 65 pessoas que são moradores de rua. O município de Ponta Grossa possui dois órgãos públicos que atendem essa população específica, o Centro POP e Abordagem Social.
SERVIÇOS DESTINADOS A POPULAÇÃO DE RUA

O Centro POP oferta além de atendimento especializado com assistentes sociais e psicóloga, oferece café da manhã, vale almoço (no restaurante Popular), lanche da tarde, banho, máquina para lavar as roupas, guarda de pertences, passagens intermunicipais.

O Serviço de Abordagem Social dispõe de uma equipe que realiza busca ativa nas ruas ou verificam denúncias para atender casos de violação de direitos que se encontram nas ruas (mendicância, trabalho infantil, moradores de rua, entre outras situações).
Também existe Termos de Parceria com outras entidades da sociedade civil que executam os serviços de Casa de Passagem, Abrigo Institucional e República para Adultos em processo de saída das ruas.
  • Da assessoria.

About Paulo Sérgio Rodrigues

Comentarista político, radialista, trabalhou em diversas emissoras de rádio, em TV e em jornais de Ponta Grossa, vem atuando há 30 anos no jornalismo de Ponta Grossa e região dos Campos Gerais.

View all posts by Paulo Sérgio Rodrigues →