Julio Kuller pode ser vice de Pedro Wosgrau pelo MDB, com apoio do PROS e PMB

Julio Kuller e Pedro Wosgrau Filho. Parceria a vista?
O Carnaval está chegando e alguns agentes políticos aproveitam pra colocar seus respectivos blocos na rua. Mas, diferente do Carnaval verdadeiro, algumas figuras importantes desfilam pelos corredores e gabinetes dos mais variados locais, públicos e privados, para participar de inúmeras reuniões, quase que intermináveis, sempre com períodos de continuação, no estilo novela mexicana, na tentativa de achar o melhor “samba enredo” para sair na avenida no dia 3 de outubro próximo.
É o caso do MDB de Ponta Grossa, que reunido seus principais caciques para discutir e debater quais os rumos, as alternativas e as possíveis opções do partido visando as próximas eleições municipais.
Em contato com interlocutores destas reuniões, o Política Em Destaque teve acesso a quatro das principais alternativas discutidas pelo MDB, juntamente com o PROS e PMB da cidade, visando articular candidaturas, apoios e coligações.
Resumidamente, estas seriam as alternativas mais viáveis, destacadas pela maioria dos presentes a estas reuniões:
1. Pedro Wosgrau poderia ser candidato pelo MDB, com Julio Kuller de vice
2.  Pedro Wosgrau pode ser candidato pelo PROS, com Julio Kuller de vice
3. Julio Kuller não ser candidato e apoiar outro nome
4. Julio Kuller ser candidato à prefeito pelo MDB
Além destas discussões internas do MDB de Ponta Grossa, o partido tem sido constantemente citado por outros pré-candidatos, os quais namoram o MDB para uma eventual parceria na eleição majoritária.
É caso do deputado federal Aliel Machado, que por diversas vezes já citou a possibilidade de contar com o MDB como parceiro e apoiador. Interlocutores garantem que Aliel tem bom acesso junto a Executiva Nacional e também a Estadual para acertar “por cima”, como se diz no jargão da política, um eventual apoio a sua candidatura.
Entretanto, há vertentes dentro do próprio grupo que vem articulando estas reuniões que, não só não concordam com o apoio a Aliel, como defendem uma coligação com o SD de Márcio Pauliki. Alguém, numa destas reuniões teria dito: “Só não apoiamos o Pauliki se o Wosgrau for candidato!”.
É importante lembrar que, além de uma militância atuante, o MDB tem um tempo de TV invejável, predicados que interessam sobremaneira todos os candidatos.
Neste sentido, a “briga” pelo apoio e até mesmo parceria com o MDB, é muito grande nos bastidores, pois em algumas destas opções poderiam embarcar na mesma nau o PROS e o PMB, partidos alinhados com Wosgrau e Julio Kuller, respectivamente.
Portanto, o rumo destas conversas e a opção que o MDB e aliados tomarão, dependerá muito dos próximos dias, enquanto as Escolas de Samba desfilam nas avenidas e as marchinhas são tocadas nos bailes pelos clubes.
“Ô abre alas que eu quero passar…Ô abre alas que eu quero passar!”,  de Chiquinha Gonzada, deve ser a marchinha favorita de alguns destes políticos.
  • Paulo Sérgio Rodrigues, editor.

 

About Paulo Sérgio Rodrigues

Comentarista político, radialista, trabalhou em diversas emissoras de rádio, em TV e em jornais de Ponta Grossa, vem atuando há 30 anos no jornalismo de Ponta Grossa e região dos Campos Gerais.

View all posts by Paulo Sérgio Rodrigues →

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *