Eleições municipais estariam ameaçadas pela crise do Corona Vírus?

Existe uma corrente muito forte preocupada com a realização das eleições municipais deste ano tendo em vista a crise social e econômica provocada pela pandemia do Corona Vírus. Acontece que as teses mais recentes estimam que o epicentro da epidemia no Brasil deve ocorrer entre os meses de maio e junho, justamente os meses cruciais para fechamento das candidaturas e realizações das convenções dos partido.
Nos bastidores o assunto já é tratado como uma possibilidade verdadeira, embora no site do Tribunal Superior Eleitoral não conste nenhuma menção sobre o fato, pois qualquer alteração na Lei Eleitoral precisaria de projeto de Lei com votação no Congresso Nacional.
Claro que neste primeiro grupo estão os maiores interessados em um possível adiamento, que os atuais detentores de mandatos, pois qualquer postergação das eleições implicaria na prorrogação dos atuais mandatos de prefeitos, vices e vereadores.
Ontem (19) a imprensa nacional já noticiou que muitos deputados e senadores já discutem o assunto publicamente, mas o TSE divulgou uma nota dando conta de que o calendário está mantido, por enquanto.
Muitas vertentes que não acreditam em adiamento ou suspensão das eleições, pelas dificuldades legais que seria a mudança de datas e tudo mais. Além disto, este grupo quer que as eleições se realizem de qualquer forma, porque entendem que o desenho para a formatação das chapas para vereador e também para prefeito, dependem deste momento pra se concretizarem. Qualquer adiamento colocaria em risco os projetos já em andamento.
A situação é embrionária ainda e tudo vai depender da evolução da epidemia do Corona Vírus no país. Caso ela se mantenha em níveis altos de contágios nos próximos meses, o adiamento do pleito será inevitável. Entretanto, se houver um controle maior e o surto da doença passe mais rápido, há poucas chances de alterações no calendário eleitoral.
  • Da redação.

 

About Paulo Sérgio Rodrigues

Comentarista político, radialista, trabalhou em diversas emissoras de rádio, em TV e em jornais de Ponta Grossa, vem atuando há 30 anos no jornalismo de Ponta Grossa e região dos Campos Gerais.

View all posts by Paulo Sérgio Rodrigues →

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *