OPINIÃO: Prefeito Rangel acerta nas medidas e na precaução em Ponta Grossa

Gabinete da Crise, na Prefeitura de Ponta Grossa, onde são tomadas as decisões para controlar a epidemia na cidade. Foto: Divulgação.
A atuação do governo Marcelo Rangel diante da crise do Corona Vírus em Ponta Grossa pode ser considerada exemplar. Claro que muitos não concordam com a condução política do governo, principalmente a oposição, e isto é normal. Porém, neste momento de grave tensão popular, é importante reconhecermos nas pessoas públicas, naquelas que tem o poder de decisão, a calma e serenidade para tomar as decisões acertadas em momentos  difíceis.
No mundo corporativo, dizemos que o mais fácil na gestão é contratar funcionários, assinar contratos de admissão, assinar contratos de novos clientes, e administrar com recursos financeiros suficientes. Agora, administrar com recursos escassos, ter que assinar demissão de funcionários e dizer “não” é o complicado e, nestes momentos, é que aparecem os bons gestores.
Quando o prefeito assinou o decreto restringindo as atividades comerciais em Ponta Grossa, por certo o fez com profundo lamentar. Afinal de contas, tomar este tipo de decisão, determinando que um grupo de pessoas da cidade fiquem em casa e não exerçam suas atividades profissionais, em função da pandemia da doença, são decisões árduas, difíceis e que podem até comprometer o nome político do administrador no futuro.
Mas, ao  que parece, Rangel e sua equipe, não estão preocupados com eventuais desgastes políticos, e sim, conter ao máximo a proliferação do vírus, para que a epidemia seja menos impactante possível, tanto sob o ponto de vista da saúde pública, como do econômico-social.
Portanto, acredito que as decisões e medidas tomadas foram importantes, até agora acertadas e todas elas com doses de tranquilidade e responsabilidade.
Até porque, agora é momento de união e pensamento único no bem da população, principalmente dos grupos de risco, esquecendo eventuais divergências políticas e interesses eleitorais futuros.
Até mesmo porque, nos parece bem claro, não há clima para eleições municipais neste ano, e esta discussão está perdendo cada vez mais importância diante do cenário de caos que nosso país pode enfrentar.
  • Paulo Sérgio Rodrigues, editor.

About Paulo Sérgio Rodrigues

Comentarista político, radialista, trabalhou em diversas emissoras de rádio, em TV e em jornais de Ponta Grossa, vem atuando há 30 anos no jornalismo de Ponta Grossa e região dos Campos Gerais.

View all posts by Paulo Sérgio Rodrigues →

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *