Pauliki destaca ações de inclusão no Dia de Luta das Pessoas com Deficiência

Pauliki, quando Deputado Estadual, ele foi o responsável pela lei estadual nº 18888/2016, que regulamenta o tratamento de equoterapia.
A data de hoje, 21 de setembro, é marcada pelo Dia Nacional de Luta das Pessoas com Deficiência. A data foi oficializada em 2005, pela Lei Nº 11.133, entretanto existe desde 1982. O administrador e pré-candidato a prefeito de Ponta Grossa, Marcio Pauliki, destaca que o dia foi instituído para comemorar e discutir propostas e políticas públicas que visem integrar essas pessoas na sociedade de forma igualitária, algo que tem executado há anos na prática.
De acordo com Pauliki, em Ponta Grossa, 22% da população possui algum tipo de deficiência, seja física ou mental, isso demonstra o quanto é preciso ter uma atenção especial para as pessoas. Ele cita que uma das melhores formas de inclusão social é através do esporte. “Há anos, realizamos um trabalho com a equipe de basquete em cadeira de rodas da cidade, o Tubarões, acredito que esse projeto pode e deve ser multiplicado em outras modalidades”, pondera.
Em 2016, quando Pauliki exercia o cargo de Deputado Estadual, ele foi o responsável pela lei estadual nº 18888/2016, que regulamenta o tratamento de equoterapia realizado pela Polícia Militar do Paraná. De acordo com o pré-candidato, a ideia é expandir o projeto de equoterapia na cidade, visando melhorar o desenvolvimento e a coordenação motora de crianças e adultos com necessidades especiais.
Outra ação de inclusão é no mercado de trabalho que, nos últimos anos, tem ofertado mais vagas para pessoas com deficiência, porém, Pauliki acredita que é preciso ir além da lei de incentivo, com as empresas se conscientizando e tendo a sensibilidade de criar vagas para esses profissionais.
“Em nossa empresa, temos um departamento exclusivo para pessoas com deficiência e isso deve ser expandido. O prefeito deve chamar as empresas e pedir para que façam esse trabalho, pois é uma rede de proteção ao emprego, a saúde e ao esporte, ou seja, deve haver um contato direto entre o setor público e o privado”, frisa Pauliki.
  • Da assessoria.

About Paulo Sérgio Rodrigues

Comentarista político, radialista, trabalhou em diversas emissoras de rádio, em TV e em jornais de Ponta Grossa, vem atuando há 30 anos no jornalismo de Ponta Grossa e região dos Campos Gerais.

View all posts by Paulo Sérgio Rodrigues →