Denúncia oferecida pelo promotor do GAECO isenta Ricardo Zampieri e Roberto Pilassari

Ricardo Zampieri e Roberto Pelissari foram isentados pelo promotor do Gaeco de qualquer acusação na investigação do Estar Digital.
A denúncia apresentada à Justiça pelo promotor do GAECO, Dr. Antonio Juliano Souza Albanez, isenta o vereador Ricardo Zampieri e o presidente da Autarquia Municipal de Trânsito e Transporte (AMTT), Roberto Pelissari, de quaisquer acusações de irregularidades quanto as investigações de suposto esquema de corrupção na contratação do sistema de Estar Digital.
De acordo com a denúncia oferecida nesta terça-feira (29), o promotor apresenta relatório detalhado que supostamente aponta os empresários da empresa Cidatec (contratada para implantação do sistema),  Alberto Abjumara Neto, Antonio Carlos Domingues de Sá, Celso Ricardo Madrid Finck, além do comunicador João Carlos Barbiero e do vereador Waltão, como integrantes do esquema. Mesmo com a ação na justiça, o Gaeco continuará as investigações.
No relatório, tanto Ricardo Zampieri, como Pelissari e os demais vereados que faziam parte da CPI do Estar Digital, Vinicius Camargo, Pastor Ezequiel e Sargento Guiarone, foram tratados como “informantes” no processo. Ricardo Zampeiri e Roberto Pelissari cumpriram 7 dias de prisão temporária, e foram liberados no dia 23 último.
RANGEL COMEMORA
O prefeito Marcelo Rangel, tão logo soube da notícia, comemorou nas redes sociais, ressaltando a confiança em seu ex-assessor. “Ele nunca nos decepcionou…é um homem sério, de família…a decisão só confirma isto”, disse Rangel em seu programa de rádio.
PRISÃO ARBITRÁRIA, SEGUNDO ADVOGADOS
Os advogados de defesa de Ricardo Zampieri, Jorge Sebastião Neto e Emanoel Grott, disseram que a prisão “foi árbitrária, pois não existia prova nenhuma contra o Ricardo (Zampieri). Não existia nada, nada que desabonasse a conduta do Ricardo, que inclusive foi o único que peitou, que contrariou e apresentou responsabilidades sobre o sistema fraudulento do sistema do EstaR Digital. E mesmo assim acabou de uma forma arbitrária sendo investigado pelo Gaeco”, dizem os advogados.
Os advogados garantem ainda que Ricardo Zampieri apresentou a denúncia, abriu a CPI e conduziu as investigações, e não tinha porque sua prisão ter sido decretada, fato que somente serviu para denegrir sua imagem e atacar a moral do radialista.
Ricardo apresentou seu programa matinal de notícias na segunda-feira (28) e relatou toda a decepção com sua prisão, mas disse que confia na justiça e que no final, a verdade prevalecerá. O vereador, que termina seu mndato no dia 31 próximo, vai tirar alguns dias de férias e deverá reassumir o microfone principal da Rádio MZ FM em janeiro para continuar suas atividades.
  • Paulo Sérgio Rodrigues, editor.

 

About Paulo Sérgio Rodrigues

Comentarista político, radialista, trabalhou em diversas emissoras de rádio, em TV e em jornais de Ponta Grossa, vem atuando há 30 anos no jornalismo de Ponta Grossa e região dos Campos Gerais.

View all posts by Paulo Sérgio Rodrigues →