Comissão Processante terá 90 dias para decidir sobre cassação de Valtão

Sargento Guiarone, presidente do PRTB, fez a denúncia pedindo a cassação do mandato do vereador Valtão.
A Comissão Parlamentar Processante que irá investigar a denúncia feita contra o vereador Walter José de Souza (PRTB) terá 90 dias para apresentar o relatório final no plenário da Câmara Municipal de Ponta Grossa. A CPP, que foi formada nesta semana, contará com os trabalhos de Felipe Passos (PSDB), Izaias Salustiano (PSB) e Felipe Chociai (PV), este último presidente da comissão.
Valtão foi denunciado pelo presidente do próprio partido, o PRTB, ex-vereador Sargento Guiarone, o qual pede a cassação do vereador reeleito e que a cadeira seja preenchida com o primeiro suplente do partido, no caso o também ex-vereador Celso Cieslak.
Cieslak ocupa hoje a função de presidente da Autarquia Municipal de Trânsito e Transporte, a AMTT, e caso Valtão seja de fato cassado, Celso poderá declinar de ocupar a vereança, o que então abriria espaço para o segundo suplente, que no caso vem a ser o próprio denunciante Sargento Guiarone.
Valtão é acusado de aceitar ou solicitar propina de 15 mil reais a empresa que produziu e opera o sistema do Estar Digital, durante os levantamentos da CPI no ano passado, chegando e ficar preso durante aproxidamente 30 dias e cumpre agora prisão domiciliar. Guiarone, presidente do partido, denunciou o vereador por quebra do decoro parlamentar, devido ao suposto envolvimento do vereador, denunciado também pelo Gaeco na esfera criminal.  O processo continua em andamento na Justiça Estadual.
  • Da redação.

About Paulo Sérgio Rodrigues

Comentarista político, radialista, trabalhou em diversas emissoras de rádio, em TV e em jornais de Ponta Grossa, vem atuando há 30 anos no jornalismo de Ponta Grossa e região dos Campos Gerais.

View all posts by Paulo Sérgio Rodrigues →

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *