Transporte Coletivo: a greve é justa e a empresa precisa tomar alguma providência urgente

Trabalhadores reivindicam pagamento dos salários em atraso. Empresa se omite. Foto: arquivo.
Depois de 18 dias paralisado em função do Decreto Municipal que proibiu o funcionamento do transporte coletivo em Ponta Grossa, os funcionários da VCG entraram em greve nesta segunda-feira (5), quando o sistema estava liberado para retornar as atividades.
Primeiro ponto: a greve dos trabalhadores é justa. Nenhum trabalhador é obrigado a prestar o serviço se não recebe a remuneração pelo trabalho. É também um direito.
Segundo ponto: a total e absoluta passividade da empresa até o momento. A situação é pior ainda, porque mesmo sendo a VCG uma empresa privada, ela tem contrato com o município de Ponta Grossa e presta serviços públicos concedidos. Portanto, as exigências da empresa são maiores, pois justamente trata-se de um serviço de interesse público, o que eleva a responsabilidade de quem executa tais serviços. Mas, parece que não se pensa desta forma dada a omissão da contratada.
A empresa alega não ter caixa suficiente para quitar os salários de fevereiro (ainda pendentes de parte de pagamento). Porém, se analisarmos, chega a ser até um contrassenso, porque ao permitir a greve dos trabalhadores, uma vez que deixa de quitar salários, a empresa deixa de faturar com as tarifas, sejam do vale transporte pago pelas empresas, seja pelo pagamento em dinheiro ou de forma avulsa pelos usuários. Uma coisa puxa a outra e quem paga a conta é o povo.
Em suma, a responsabilidade é da empresa pelo pagamento dos salários e pela execução dos serviços.
Cabe ao Poder Público tomar as providências, pois ao não disponibilizar o serviço, certamente a empresa está descumprindo o contrato, fato que pode gerar penalidades para a concessionária dos serviços, imaginamos.
E nesta onda de passividade e inoperância da empresa, quem perde é o usuário, aquele que mais precisa dos serviços públicos de transporte coletivo. Lamentável!
  • Paulo Sérgio Rodrigues, editor.

About Paulo Sérgio Rodrigues

Comentarista político, radialista, trabalhou em diversas emissoras de rádio, em TV e em jornais de Ponta Grossa, vem atuando há 30 anos no jornalismo de Ponta Grossa e região dos Campos Gerais.

View all posts by Paulo Sérgio Rodrigues →

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *