Governo Federal pede desbloqueio das rodovias e caminhoneiros voltam a rodar

Presidente Bolsonaro pediu o fim da paralização dos caminhoneiros, por conta da situação da economia do país.
O governo federal anunciou nesta quinta-feira, 9, a liberação de parte das rodovias bloqueadas por grupos de caminhoneiros pelo segundo dia seguido. Segundo o Ministério da Infraestrutura, o mapeamento da Polícia Rodoviária Federal (PRF) identificou pontos de concentração em 14 Estados, mas com interdição em apenas cinco: Bahia, Maranhão, Minas Gerais, Mato Grosso do Sul e Santa Catarina. Nos Estados de Rio Grande do Sul, Paraná, Espírito Santo, Mato Grosso, Goiás, Tocantins, Rondônia, Pará e Roraima o trânsito está liberado, mas ainda há abordagem a veículos de cargas.
A mobilização é feita majoritariamente por apoiadores do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) e ocorre após a escalada do tom do chefe do Executivo contra membros do Judiciário durante manifestações no feriado de 7 de Setembro.
O presidente divulgou um áudio nesta quarta-feira, 8, pedindo para que os grupos desbloqueiem a via. Segundo Bolsonaro, a mobilização prejudica “os mais pobres”. “Falar para os caminhoneiros aqui, que são nossos aliados. Esses bloqueios atrapalham a nossa economia e isso provoca desabastecimento e inflação, prejudica todo mundo, em especial os mais pobres. Então dá um toque nos caras, se for possível, para liberar para gente seguir a normalidade. Deixa com a gente em Brasília aqui agora. Não é fácil negociar aqui, mas nós vamos buscar uma solução”, disse.
O pedido foi reforçado pelo ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, que divulgou um vídeo para atestar a veracidade do áudio. “Essa paralisação ia agravar efeitos da economia que ia impactar os mais pobres, os mais vulneráveis. A gente sabe que há uma preocupação de todos com a melhoria do país, com a resolução de problemas graves, mas nós não podemos tentar resolver um problema criando outro”, afirmou o auxiliar presidencial.
O presidente afirmou nesta manhã que irá se reunir com lideranças dos caminhoneiros para tentar suspender as paralisações. “Eu tenho uma hora na manhã, já tenho o tempo tomado com o pessoal dos BRICS, uma hora, mas estou mais cedo também. Nesses dois intervalos vou conversar com os caminhoneiros para a gente tomar uma decisão”, disse em conversa com apoiadores no Palácio da Alvorada.
  • PUBLICADO PELO SITE DA JOVEN PAN NEWS.

About Paulo Sérgio Rodrigues

Comentarista político, radialista, trabalhou em diversas emissoras de rádio, em TV e em jornais de Ponta Grossa, vem atuando há 30 anos no jornalismo de Ponta Grossa e região dos Campos Gerais.

View all posts by Paulo Sérgio Rodrigues →